Ramires pede busto no Benfica para quando “irmão” Luisão aposentar

Agora no futebol chinês, jogando pelo Jiangsu Suning, o volante Ramires defendeu as cores do Benfica entre 2009 e 2010. De sua época no clube português, apenas um nome segue no Estádio da Luz, o zagueiro Luisão, ídolo e capitão das Águias.

“Tenho amigos no clube, principalmente o Luisão, que é como um irmão. É um ídolo que merece tudo pelo que representa, é uma pessoa que trabalha muito a sério. Sou a favor de fazer um busto na Luz para quando ele parar de jogar”, afirmou o jogador em entrevista ao jornal português O Jogo.

O carioca de 30 anos despontou no Benfica e logo se transferiu para o Chelsea, onde ficou até 2015, conquistando a Liga dos Campeões em 2011/12 como um dos nomes fortes de Roberto Di Matteo. O brasileiro, inclusive, eternizou um golaço na semifinal da competição, contra o Barcelona, encobrindo o goleiro Valdés em um contra-ataque fulminante.

Mesmo sete anos depois de deixar as Águas de Lisboa, Ramires ainda nutre sentimentos positivos pelo time. “Estou feliz por ver a equipe jogar bem e na liderança. Gosto de como o Benfica joga, com movimentação rápida e controle de jogo. A tabela faz jus ao momento”, acrescentou o volante.

“Espero que as coisas possam permanecer dessa forma até o final. Vale a pena destacar que o Benfica também tinha totais condições de ter passado pelo Dortmund na Liga dos Campeões, mas isso infelizmente não aconteceu”, completou.

Pela competição continental, o time português venceu o primeiro jogo, em casa, por 1 a 0, mas sofreu uma goleada por 4 a 0 na Alemanha e acabou eliminado da Champions. No Português, o time segue na liderança, com 68 pontos, um a mais que o rival Porto.

Após quatro rodadas, o Jiangsu de Ramires e Alex Teixeira aparece na última posição da Superliga chinesa, com um empate e três derrotas.