Ramón Díaz, do Botafogo, tranquiliza sobre estado de saúde: 'Vou voltar muito rápido'

Sergio Santana
·2 minuto de leitura


Ramón Díaz foi apresentado como treinador do Botafogo nesta terça-feira, mas ainda não vai comandar o Alvinegro diante do RB Bragantino, na próxima segunda-feira, pelo Brasileirão. O argentino passará por um procedimento cirúrgico e ficará afastado por dez dias, como informou em entrevista coletiva realizada no Estádio Nilton Santos.

- Eu estou muito bem, mas tenho que fazer uma pequena cirurgia que apareceu nesse momento. Mas vou voltar muito rápido. Foi tudo muito rápido. Fiz uma análise na semana passada e me falaram em pouco tempo que preciso fazer uma cirurgia. Espero que semana que vem esteja de volta. Podem ficar tranquilos que estou bem - afirmou.

Marco Agostini, VP de Futebol do Alvinegro, elogiou a postura do novo técnico. O dirigente afirmou que Ramón Díaz avisou sobre a situação de saúde desde os primeiros contatos. Mesmo assim, a diretoria do Botafogo deu prosseguimento às negociações por entender que há um projeto maior envolvido.

- Desejamos todo o sucesso e a saúde do Ramón em primeiro lugar. A postura dele foi muito correta. Ele passou para a gente e entendemos que ele teria que fazer esse processo o mais rápido possível. Esses 10 dias de afastamento serão poucos dias porque, na verdade, nosso projeto é muito maior que isso. Nossa ideia não é apenas para esse Campeonato Brasileiro, mas que isso seja uma transformação do futebol profissional do Botafogo. O Botafogo do amanhã depende de todos os botafoguenses. Tenho certeza com a chegada do Ramón vamos virar essa página - analisou.

Túlio Lustosa, gerente de futebol, também enxergou a maneira de Ramón Díaz em lidar com o caso de saúde de maneira positiva. O dirigente afirmou que a nova comissão já iniciou os trabalhos.

- Ramón teria feito os exames lá no Paraguai e ficou sabendo no dia da assinatura do contrato que precisaria fazer de imediato o procedimento cirúrgico. Nós decidimos continuar com esse projeto por acreditar em toda a equipe de trabalho, passamos três dias conversando muito. A equipe já inicia hoje (terça-feira) e nós confiamos plenamente nele. Em breve, recuperado, estará aqui conosco - garantiu.

Enquanto Ramón estiver fora, Emiliano Díaz, filho e auxiliar-técnico do argentino, comandará o Botafogo. Provavelmente ele será o treinador diante do Red Bull Bragantino, na próxima segunda-feira, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.