Universidade do Cartola: raio-x de erros e acertos da 24ª rodada

Yahoo Esportes
O Corinthians sofreu dois gols no empate contra o Athletico na Arena, mas o zagueiro Gil foi dominante com um gol e uma assistência, sendo o maior pontuador da rodada (Agif)
O Corinthians sofreu dois gols no empate contra o Athletico na Arena, mas o zagueiro Gil foi dominante com um gol e uma assistência, sendo o maior pontuador da rodada (Agif)


Por Caíque Toledo (@caiquetoledo)

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Olá, cartoleiros e cartoleiros! Como se saíram neste meio de semana? A maioria das unanimidades não brilhou, então podemos dizer que boa parte das pontuações por aí nas ligas foi média, sendo então uma rodada mediana.

Nossas principais apostas eram Flamengo e Grêmio, que venceram seus jogos, mas sem tanto destaque para os jogadores que escolhemos. Claro que tem um pouco de azar, mas a ideia é justamente analisarmos os principais erros e como podemos corrigi-los para daqui em diante.

Fique ligado: a próxima rodada acontece já nesse sábado, com o mercado fechando às 15h!

Entre os goleiros que escolhemos, Paulo Vitor fez 9,7 pontos e deu conta do recado (Getty Images)
Entre os goleiros que escolhemos, Paulo Vitor fez 9,7 pontos e deu conta do recado (Getty Images)


Goleiros

Sempre há a dúvida entre escalar goleiro para garantir SG (Saldo de gols) ou o que pode ter o maior número de DDs (Defesas difíceis), e, para essa rodada, Tadeu era uma aposta que poderia garantir os dois. No entanto, o Botafogo teve uma atuação bem mais sólida após a saída de Barroca e mesmo com uma série de desfalques, algo inimaginável. Tadeu ainda fez 3DDs, como de costume, mas os três gols sofridos o deixaram com uma pontuação de apenas 3pts.

Paulo Vitor, nossa segunda opção, garantiu boa pontuação mesmo levando gol, e o resultado de suas quatro defesas difíceis foi de ótimos 9,7 pontos. Já Diego Alves acabou negativando: a aposta era pelo SG do Flamengo, o que acabou não acontecendo.

Melhores pontuadores da rodada: Vladimir (Avaí, 14pts x Vasco em casa), Marcelo Boeck (Fortaleza, 11pts x Chapecoense em casa) e Fernando Miguel (Vasco, 10,7pts x Avaí fora de casa).

O Grêmio não conseguiu manter o saldo contra o Ceará, mas Geromel dificilmente falha: deixou o seu e garantiu boa pontuação (Getty Images)
O Grêmio não conseguiu manter o saldo contra o Ceará, mas Geromel dificilmente falha: deixou o seu e garantiu boa pontuação (Getty Images)

Zagueiros

Geromel é Geromel. Mesmo com o Grêmio perdendo o saldo no confronto diante do Ceará, o zagueiro foi às redes e garantiu uma pontuação de 11,2pts, impulsionada também por duas roubadas de bola. Acerto nosso, assim como o de David Braz: mesmo sem SG marcou seus 6pts e foi uma das melhores escolhas para a posição.

Nos demais, fracas atuações. Pablo Marí ainda deu uma assistência despretensiosa na vitória flamenguista e ficou perto de seus 5 pontinhos, mas Victor Cuesta nos decepcionou com apenas 1 ponto.

Vale destacar que nessa rodada os zagueiros se destacaram muito pelos pontos que fizeram na frente, como Gil: o corintiano fez 18,7 pontos com um gol e uma assistência. Se descontarmos esse tipo de scout, os melhores da rodada seriam Betão do Avaí e Oswaldo Henriquez do Vasco, que se enfrentaram em um duelo desesperado e que dificilmente estariam em nossas equipes.

Melhores pontuadores da rodada: Gil (Corinthians, 18,7pts x Athletico-PR em casa), Gustavo Henrique (Santos, 11,9pts x Palmeiras em casa) e Pedro Geromel (Grêmio, 11,2pts x Ceará em casa)

Bastante constante nos últimos anos, o lateral Renê entrou em campo pela lesão de Filipe Luis e não decepcionou os cartoleiros (Getty Images)
Bastante constante nos últimos anos, o lateral Renê entrou em campo pela lesão de Filipe Luis e não decepcionou os cartoleiros (Getty Images)

Laterais

Aqui a coisa começou a desandar. As melhores pontuações da rodada foram jogadores normalmente pouco escalados, como Carlinhos do Fortaleza e Igor Fernandes, do Avaí. Se deu bem quem escolheu os regulares Nino Paraíba e Jorge, por exemplo, atletas facilmente escaláveis mas que tinham na teoria jogos com adversários mais difíceis.

Entre as nossas escolhas, o único a não decepcionar foi Renê. Muito constante em outras temporadas, o camisa 6 do Flamengo conseguiu fazer seus 5,1 pontos mesmo sem SG, fruto de suas quatro roubadas de bola. Seu companheiro Rafinha não foi tão bem, fazendo só 2,1pts, enquanto Cortez e Fagner, duas de nossas indicações, também se deram mal: -1,2 e -1,4 respectivamente. Dureza.

Melhores pontuadores da rodada: Carlinhos (Fortaleza, 10,1pts x Chapecoense em casa), Igor Fernandes (Avaí, 9,4pts x Vasco em casa) e Nino Paraíba (Bahia, 9,3pts x São Paulo em casa)

Rodrigo Lindoso é um dos jogadores mais regulares do Cartola, e normalmente entrega pontuações constantes (Getty Images)
Rodrigo Lindoso é um dos jogadores mais regulares do Cartola, e normalmente entrega pontuações constantes (Getty Images)

Meias

Por aqui, principalmente, não fomos muito bem. Alisson e Everton Ribeiro eram unanimidades da rodada e decepcionaram, fazendo 1,8 pontos somados. Aqui não considero um erro, já que são jogadores que, nessa ocasião e rodada, não deixariamos de fora e de maneira geral não costumam ir mal assim.

A questão, então, era tentar acertar o terceiro meia, o que não conseguimos. Muitos foram em peso em Gerson (só 2,4pts), que vem se destacando com a camisa do Fla, mas outros dois rubro-negros foram opções melhores: Willian Arão e Reinier, autores de dois gols da vitória do líder do campeonato. O volante, aliás, esteve entre os principais pontuadores, sendo o mais 'escalável' do Top3 meias da rodada.

Rodrigo Lindoso foi uma de nossas indicações e não decepcionou: apesar de potencializada por uma bola na trave, sua pontuação de 5,2pts foi bem aceitável para o que cogitavamos. Juninho, do Fortaleza, estava em uma noite ruim apesar da vitória do Leão, e negativou em -0,4.

Melhores pontuadores da rodada: Leo Cittadini (Athletico-PR, 12,7pts x Corinthians fora de casa), Willian Arão (Flamengo, 12,6pts x Atlético-MG em casa) e Fabinho (Ceará, 12,2pts x Grêmio fora de casa)

Wellington Paulista está longe de ser um jogador cartoleiro, mas tem faro de gol e enfrentava o lanterna: guardou dois
Wellington Paulista está longe de ser um jogador cartoleiro, mas tem faro de gol e enfrentava o lanterna: guardou dois


Atcantes

Você pode reclamar à vontade do Bruno Henrique, mas é fato que se essa rodada se repetisse 10 vezes você o escalaria em todas. Por isso dói vê-lo fazendo apenas 2,1pts, sendo que a maioria o escalou de capitão, mesmo com o Flamengo vencendo por 3 a 1.

Luan, outra unanimidade, achou uma assistência na vitória gremista e ainda foi melhor. Seus 7,3pts não foram lá uma mitada, mas, no fim, tornaram-se bem satisfatórios para a rodada.

Nas nossas demais dicas, sentimentos discrepantes. Gilberto, por exemplo, acabou nem entrando em campo pelo Bahia, e Michael fez apenas dois pontos, mas teve uma série de oportunidades e um gol anulado, além da finalização que culminou no gol contra pró-Goiás. Uma aposta válida.

Se deu bem quem seguiu a dica de Wellington Paulista. Apesar de entrar naquela lista de jogadores que não são 'cartoleiros', ou seja, normalmente somam scouts negativos, o artilheiro do Fortaleza fez o que se espera dele: marcou dois gols e garantiu seus 13,9 pontos. Mais feliz que isso só quem escalou Vitinho do Flamengo, que comandou a vitória rubro-negra no Maracanã e também era uma ótima opção.

Melhores pontuadores da rodada: Vitinho (Flamengo, 16,6pts x Atlético-MG em casa), Wellington Paulista (Fortaleza, 13,9pts x Chapecoense em casa), Marinho (Santos, 11,5pts x Palmeiras em casa)

* Caíque Toledo é jornalista, trabalha diretamente com futebol desde 2015 e joga Cartola desde 2006, ficando duas vezes no Top100 e com melhor desempenho em 23º na liga nacional em 2013. Faz parte do projeto da Universidade do Cartola, o @universidadedocartola no Instagram.

Leia também