Rafinha foi oferecido ao Grêmio antes de negociar com o Flamengo

Diogo Dantas
·1 minuto de leitura

Em negociações com o Flamengo, o lateral-direito Rafinha não deu total prioridade ao clube após rescindir seu contrato com o Olympiakos, da Grécia, em fevereiro.

Segundo O GLOBO apurou, há pouco mais de um mês, um dos empresários do jogador entrou em contato com um membro da comissão técnica do Grêmio, e sinalizou interesse em ir para o Sul.

O principal motivo seria trabalhar com o técnico Renato Gaúcho, que via no jogador um perfil interessante para reforçar sua equipe, apesar dos 35 anos.

O técnico pediu que fosse apresentada uma ideia de valores, mas não veio a resposta por parte de Rafinha. A esta altura, o jogador também já havia recebido a sinalização positiva do Flamengo.

Desde então, não houve mais contato entre Grêmio e representantes de Rafinha.

Outro clube que manifestou interesse em sua contratação foi o Atlético-MG. No entanto, a diretoria mineira não avançou mais nas tratativas também em função de o Flamengo abrir as portas para o lateral.

Rafinha negocia com o clube carioca há cerca de um mês, mas o acerto ainda depende de acordo financeiro. Depois de chegar em 2019 livre, mas custar R$ 3.8 milhões em luvas, o atleta quer cobrar novamente um valor alem do salário.

O Flamengo faz jogo duro e não quer esticar a corda após a primeira proposta.

A reportagem tentou contato com o agente do jogador, mas não obteve retorno.