Rafael pede Cruzeiro atento diante da Chape e fala em 'pequenos ajustes'

Raposa encara a Chapecoense pelas oitavas de final da Copa do Brasil 

A derrota do Cruzeiro para o São Paulo, em pleno Mineirão, por 2 a 1, não acarretou na eliminação da Raposa na Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 21h45, a Celeste volta a jogar em casa na competição. O adversário é a Chapecoense, pelas oitavas de final.

Para não repetir os mesmos erros, o goleiro Rafael pede que o Cruzeiro entre em campo atento e com a mesma postura do empate sem gols com o Atlético-MG, no último domingo, também no Mineirão, pela ida da final do Campeonato Mineiro. Apesar disso, ele alerta para 'pequenos ajustes'.

- Temos muitos pontos positivos que devemos repetir. A dedicação, a busca pelo gol a todo momento, a posse de bola. Fizemos um grande jogo e temos de pegá-lo de base para os próximos, inclusive este de quarta-feira. Em casa, com o apoio da nossa torcida, certamente somos mais fortes. Então, contamos com todos para a gente conseguir o resultado e ficarmos mais tranquilos para o jogo de volta - comentou o arqueiro, que foi fundamental nas classificações diante do Volta Redonda, São Francisco - PA, Murici - AL e São Paulo.

- A preparação para o jogo tem que ser a mesma. Nós fizemos um grande jogo. Faltaram detalhes pra gente sair com a vitória. Tivemos mais posse de bola, estivemos mais próximos de fazer o gol. Então, é repetir o que nós fizemos, ajustar algumas coisinhas para sair de lá com a vitória porque o nosso objetivo é ser campeão -completou.

Ele também classificou a partida como 'decisão' e destacou a importância de não sofrer gols em casa e no primeiro jogo.

- Agora, temos de vencer em casa. Já fizemos uma trajetória grande nesta Copa do Brasil e temos de fazer mais um grande jogo para levarmos o resultado para Chapecó. Contra o São Paulo, conseguimos o resultado no primeiro jogo e queremos repetir. Precisamos ter o cuidado para não tomarmos gol. É outra decisão pela frente, por uma competição importante para nós, então é fácil virar a chave. Agora é só decisão - opinou o camisa 12.

Esta será a segunda vez que as equipes vão se enfrentar nesta temporada. Na primeira, em fevereiro, a Raposa venceu por 2 a 0, com dois gols de Ábila, pela Primeira Liga. Apesar da vitória, ele destacou que as equipes mudaram muito desde então. Assim, o Cruzeiro não pode entrar imaginando jogo fácil.

-Acho que tanto nós quanto a Chapecoense evoluímos muito desde o último jogo. E o time que jogou aqui era diferente do que virá agora. Acho que será um jogo muito mais disputado e melhor de se assistir, pois as duas equipes estão bem mais entrosadas. O desgaste emocional e físico é para as duas equipes. Ambas jogaram finais de estadual, estão em ritmo muito forte de jogos. Então, estão no mesmo nível- finalizou.













E MAIS: