Rafael Moura recebe elogios de técnico do Atlético-MG após vitória

A.Press

Depois da goleada do Atlético-MG por 5 a 2 sobre o Sport Boys, na noite dessa quinta-feira (13), no estádio Independência, o técnico Roger Machado avaliou que a entrada de Rafael Moura no segundo tempo da partida válida pela segunda rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores, quando o time ainda perdia por 2 a 1, foi determinante porque mudou toda a característica do jogo.

Responsável pela assistência no quinto gol do confronto, o He-Man (como é conhecido) foi bastante elogiado pelo comandante gaúcho:

- Fomos para a frente desde o começo do jogo. O adversário veio com uma proposta bem clara, estabelecida, de se defender com uma linha de cinco, e abrir outra linha de quatro à frente, deixando só o Tenório entre os zagueiros, para marcar justamente as laterais e impedir que a gente progredisse. Conseguimos um gol cedo, mas o adversário não saiu da sua postura e conseguiu o gol em uma jogada que a gente chamou muito a atenção. Mesmo depois do gol de empate, estivemos em cima o tempo inteiro. Os números do primeiro tempo foram todos nossos - disse.

- No segundo tempo, tomamos mais um contra-ataque de bola parada nossa e o adversário conseguiu chegar outra vez. Logo em seguida do gol do adversário, senti a necessidade de mudar a característica do jogo, colocando dois jogadores altos em cima dos três defensores, ampliando com os laterais e passando a brigar por primeira e segunda bola, e cruzamentos para a área, que acabaram empurrando o adversário para dentro do seu campo. Aí, em consequência, conseguimos o empate a virada importante, com a cara do Atlético. A torcida veio, no meio de um feriado, foi um ponto importante na nossa virada, um ponto alto, e será assim. Não dá para pensar que vai ser diferente. Os times vêm com propósitos bem claros e, hoje, não conseguiram estragar nosso objetivo - analisou o treinador.





E MAIS: