Racismo é denunciado por jogadoras do Grêmio em final do Gauchão Feminino

Luany afirmou ter ouvido ofensas racistas no Grenal (Morgana Schuh/Grêmio FBPA)


A primeira partida da decisão do Campeonato Gaucho Feminino entre Internacional e Grêmio foi palco de mais um lamentável caso de acusação de racismo feita por, pelo menos, cinco jogadoras gremistas.

>Empresário comenta interesse do Barcelona em Jorginho

Na partida em questão, torcedores do Colorado teriam dirigido ofensas racistas a atletas do Imortal onde as jogadoras Brito, Luany e Paixão detalharam ter ouvido a seguinte expressão, fazendo alusão de maneira pejorativa ao cabelo cacheado:

- Estou precisando de um espanador desses em casa.

Depois do término do compromisso, a denúncia foi levada ao Juizado Especial Criminal (Jecrim) onde as câmeras de segurança identificaram o possível autor dos xingamentos. A informação de momento é que ele será chamado para depôr nos próximos dias.

Antes desse trabalho de identificação, outro torcedor presente que seria suspeito de ter praticado os atos racistas chegou a ser conduzido ao Jecrim e ouvido. Porém, o mesmo alegou que era inocente e as imagens detectaram que, efetivamente não se tratava do autor do crime.

Enquanto o Internacional não se pronunciou sobre o tema, o Grêmio publicou nota em seu site oficial como forma de repúdio ao fato e indicando as medidas tomadas.

CONFIRA O COMUNICADO DO GRÊMIO


Em face à nova manifestação de racismo, desta vez, contra atletas da equipe feminina de futebol, ocorrido na partida desta manhã, no Estádio Beira-Rio, por parte de um torcedor adversário, o Grêmio, o "Clube de Todos", vem a público demonstrar total repúdio e indignação com práticas recorrentes que atentam contra a dignidade de nossos profissionais e os valores enaltecidos por essa instituição. Às atletas Luany, Brito e Paixão, prestamos apoio incondicional e a certeza de que providências serão tomadas.

Informamos que as jogadoras já registraram Boletim de Ocorrência (BO), junto ao Jecrim, e que o Clube estará vigilante nas medidas a serem tomadas pelos órgão competentes, a fim de que atos racistas como os que foram testemunhados nesta manhã, sejam definitivamente banidos do ambiente do futebol e de nossa sociedade como um todo.