Racing emite nota alertando torcedores sobre gritos de macaco no Brasil

Gazeta Press

Por meio de um comunicado emitido em seu site nesta terça-feira, o Racing pediu a seus torcedores para que evitem gestos ou gritos que façam alusão a macacos no embate diante do Corinthians, nesta quinta, às 21h30 (de Brasília), na Arena, pela primeira fase da Copa Sul-Americana.

“Se constitui um delito racial fazer gestos de macaco ou dizer “macacos” a torcedores locais, uma vez que, no Brasil, é um delito comparar uma pessoa a um animal”, escreveu o clube, que ainda elucidou possíveis ações da Polícia Militar em relação à essas atitudes.

“A polícia agirá conforme manda os ofícios de eventos esportivos locais e deterá os torcedores (que praticarem atos racistas). As consequências podem ser severas tanto para o clube – penalização econômica – como para as pessoas implicadas – antecedentes policiais e/ou judiciais, impossibilidade de sair do Brasil, multas elevadas e gastos judiciais”, disse o comunicado.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Así será el operativo de seguridad en Brasil 🇧🇷

El Consulado General de San Pablo informó con lujo de detalle cómo será el dispositivo para garantizar el bienestar de los hinchas de la Academia ®️©️

➡️ https://t.co/hXhKJzOMML

#RacingCorinthians ⚽️🎓 pic.twitter.com/jM6CSn5ECL

— Racing Club (@RacingClub) 12 de fevereiro de 2019


O Racing ainda aproveitou para nomear algumas determinações dos órgãos de segurança do Brasil. Dentre elas, as proibições do uso de máscaras, instrumentos musicais, bandeiras maiores que 1 x 0,5m, bandeiras com temas políticos, iluminação de lasers e rolos de papel higiênico. O clube ainda ressaltou que é proibido fumar nas dependências da Arena e que torcedores que demonstrarem embriaguez podem ser retirados do local.

Corinthians e Racing voltam a duelar pela Copa Sul-Americana após dois anos. Na oportunidade, a equipe argentina eliminou os brasileiros nas oitavas de final daquela edição.

Leia também