Rachou? Jornal francês relata problemas no vestiário do PSG

·2 min de leitura
Paris Saint-Germain's Dutch midfielder Georginio Wijnaldum (C) celebrates scoring the 1-2 with (L-R) Paris Saint-Germain's Senegalese midfielder Idrissa Gueye, Paris Saint-Germain's Argentinian midfielder Angel Di Maria, Paris Saint-Germain's French forward Kylian Mbappe and Paris Saint-Germain's Brazilian forward Neymar during the UEFA Champions League, Group A, football match RB Leipzig v Paris Saint-Germain in Leipzig, eastern Germany on November 3, 2021. (Photo by Ronny Hartmann / AFP) (Photo by RONNY HARTMANN/AFP via Getty Images)
L'Equipe detalhou crise entre goleiros, problemas da renovação de Mbappé e mais. Foto: (RONNY HARTMANN/AFP via Getty Images)

O periódico francês L'Equipe revelou em sua capa de hoje uma crise envolvendo o elenco do Paris Saint-Germain, desde a rivalidade entre os goleiros da equipe, problemas da renovação de Mbappé e até uma festa promovida por Lionel Messi ao ganhar a sétima Bola de Ouro.

De acordo com o portal parisiense, Messi e Leandro Paredes, compatriota do camisa 30, teriam ficado de fora do treinamento da manhã seguinte ao festejo realizado por Messi ao se tornar o melhor jogador do mundo pela sétima vez. Ambos teriam alegado crise de gastroenterite, o que deixou companheiros, inclusive os que estiveram na festa, desagradados.

Leia também:

Outra polêmica envolvendo argentinos do elenco foi a situação amorosa de Mauro Icardi e sua esposa, Wanda Nara. O atacante foi liberado pelo clube por três dias para que fosse atrás de Wanda. Na ocasião, a mulher havia pedido o divórcio, mas Icardi conseguiu reverter a situação que tomou conta dos portais esportivos e de fofoca de todo o mundo.

Neymar, assim como Mbappé, foram citados na reportagem como jogadores com nível de 'estrela mundial' que estariam insatisfeitos com os seus papéis na equipe. O craque brasileiro teria faltado a um evento de patrocinado, o que poderia ter gerado multa para ele. Já o francês, que não interage muito com os colegas sul-americanos, não demonstra querer renovar seu contrato e quase saiu para o Real Madrid na última janela de transferências.

Por fim, Keylon Navas e Gianluigi Donnaruma, goleiros de alto nível, teriam 'selado um pacto' para que a briga pela titularidade do PSG fosse algo amigável, mas não foi o que o italiano fez. Donnaruma teria se dirigido à imprensa reclamar da falta de oportunidades, enquanto Navas trabalhava normalmente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos