Róger Guedes comenta bom início no Corinthians e revela conversa com Luan antes de cobrança de falta

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Apesar do empate em 1 a 1 com o Juventude, o torcedor do Corinthians ficou contente com a estreia de Róger Guedes, que mostrou bom futebol e ainda marcou um golaço para evitar a derrota na Neo Química Arena. Se a torcida está empolgada com esse cartão de visitas, o atacante também está e faz questão de falar desse bom início pelo clube, além de revelar os bastidores da cobrança de falta que resultou em bola na rede, com participação de Luan.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja como fica o valor de mercado do Corinthians com os reforços

Em entrevista para a TV oficial do Timão, Róger comentou sua estreia com a camisa alvinegra. Para ele, faltou apenas a vitória em casa para que seu primeiro jogo fosse exatamente como sonhou. Em relação ao seu desempenho, ele também se mostrou feliz e satisfeito graças ao período de preparação.

- Foi uma estreia do jeito que eu sonhei, uma parte, queria estrear com gols, que é importante para o atleta, acho que faltou só a vitória para ter estreado literalmente com o pé direito, mas está bom. Na parte individual me senti muito bem, estreando com gol e na parte física também, trabalhei muito bem durante a semana e nos oitos meses que eu fiquei sem jogar. Então é focar nesse próximo jogo já - analisou o atacante.

Como o próprio atacante disse, nada melhor do que estrear com um gol. O que poucos sabem é que isso só foi possível com uma "permissão" de Luan, que bateria a falta que culminou no tento que empatou o placar em Itaquera.

- Na hora eu vi que era uma falta boa para bater, o Luan ia bater e eu falei "Luan, deixa eu pegar por favor" e ele falou "Pode pegar, de boa". Queria pegar a primeira que o Fagner bateu, mas a gente treinou ontem, como o Luan treinou também. Acho que eu senti que o momento era para eu bater, é uma falta que eu gosto, que se você bate em direção ao gol, é perigosa para o goleiro, vi que ele deixou um pouco mais aberto o canto e eu fui feliz no chute.

Quase duas semanas depois do anúncio de sua chegada, Róger Guedes tem se sentido cada vez mais em casa no Corinthians. Com amigos no elenco como Fábio Santos, Gil e Renato Augusto, sua adaptação tem ficado mais fácil.

- Foi uma recepção muito boa, como todos sabem o Fábio Santos é um pai para mim no futebol, então ter jogado ao lado dele, ter jogado contra o Renato na China, ao lado do Gil, Gabriel também, então acho que isso me ajudou bastante, já conhecer bastante gente, como conhecia o Luan. Isso me ajudou bastante na adaptação, mas Fagner, Cássio, todos, a molecada me recebeu muito bem também, isso é gratificante e ajuda muito no dia a dia.

- Está sendo muito bom, como eu falei, era um sonho vestir a camisa do Corinthians, quando teve a oportunidade não pensei duas vezes, já tinha conversado com a minha família, já tinha falado com o Fábio Santos, que me encheu bastante o saco para vir para cá. Não pensei duas vezes, me receberam muito bem, cada dia que passa estou me adaptando mais aos jogadores, a todo os estafe, então estou conhecendo e me enturmando cada dia mais.

Confira outros trechos da entrevista:

Relação com Fábio Santos
Sempre falo, no Atlético-MG, queria agradecer a Deus e a ele, o Elias que me ajudou muito lá também, ao lado dele fica mais fácil realmente, é um cara muito experiente, que me ajuda muito dentro e fora de campo, mas dentro de campo ele é sensacional, me ajuda, posiciona da melhor forma possível, então como eu disse é um pai, a gente viveu intensamente os cinco, seis meses lá no Atlético, tanto que a gente tem amizade até hoje e espero levar para sempre.

Treinando faltas e gol na hora certa
A gente estava treinando bastante as faltas aqui, até brinquei com o preparador de goleiros, que o goleiro quer confiar muito na barreira, a gente tem essa brincadeira. Fui feliz no chute, Deus me abençoou na hora certa que tinha que sair o gol, para evitar a derrota dentro de casa, ainda mais na minha estreia, então pelo menos a gente saiu com um ponto.

Primeiro gol de falta da carreira?
Aqui no Brasil foi meu primeiro gol de falta, na China teve um que foi em um campeonato em Hong Kong, que foi em 2019, se eu não me engano, o Gil ainda estava presente, mas esse foi um belíssimo gol, o primeiro aqui no Brasil.

Projeção para o duelo com o Atlético-GO
​Descansar, principalmente hoje e amanhã, para a gente estar bem fisicamente no domingo para o jogo contra o Atlético-GO, é um time que gosta de ficar com a bola, não acompanhei muito por estar afastado do Campeonato Brasileiro, mas sei que é um time que gosta de ficar com a bola, por causa do (Eduardo) Barroca. Acho que vai ser um jogo difícil novamente, como foi contra o Juventude, então espero que a gente saia com os três pontos fora de casa.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos