Questionado sobre posicionamento político, Felipe Melo diz: 'Se deixar de torcer por isso, não é torcedor'

·1 min de leitura


Sem papas na língua. Assim foi a apresentação do volante Felipe Melo no Fluminense. Depois de dizer que não liga para as críticas, o jogador voltou a dar declarações fortes, desta vez sobre posicionamento político. Apoiador declarado do presidente Jair Bolsonaro, o volante de 38 anos pediu respeito e foco no que acontece dentro do campo.

- Se você deixa de torcer por posição política, não é torcedor. Respeito tudo e exijo que me respeitem também. Dentro do clube não estamos aqui para falar de política, mas de futebol. Temos esperança que seja um ano bom para brigar por títulos, brigar no alto. Fora de campo, já estão se matando demais por política. Falo aqui que, se você deixa de torcer para o seu time por questões políticas, você não é torcedor de verdade - afirmou o jogador.

Felipe Melo - Fluminense
Felipe Melo - Fluminense

Felipe Melo com a camisa do Fluminense (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)


Sincero em todas as entrevistas, Felipe Melo costuma aparecer nas redes sociais falando sobre temas ligados à política. O volante foi o primeiro reforço contratado pelo Fluminense para 2022 e assina contrato de duas temporadas. Ele estava antes no Palmeiras, onde ganhou duas Libertadores e outros títulos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos