'Quero dar parabéns pra mim', diz Cléber Machado ao comentar prêmio de Galvão Bueno

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Galvão Bueno recebeu um prêmio da Fifa nesta terça-feira (29). O locutor da Globo ganhou um troféu por ter narrado 12 finais de Copa do Mundo e quem reclamou de não ter sido lembrado pela entidade máxima do futebol foi Cléber Machado. Durante o intervalo da transmissão do jogo entre Holanda e Qatar, pela última rodada da fase de grupos da competição, ele fez uma cobrança ao vivo.

"Muito bom, muito bonito. Também quero dar parabéns para mim, eles podiam mandar uma coisinha dessa aí pra mim, é a nona Copa do Mundo. Aqui é a nona Copa do Mundo. Não sei se vale à distância, mas... Manda pelo Correio ou traz aqui pra gente", alfinetou Cléber

O pedido foi feito logo depois da exibição da reportagem de Eric Faria sobre a premiação. "Foram 84 jornalistas de todo o mundo. Para o nosso orgulho, temos três na nossa equipe. O Luís Roberto não conseguiu comparecer, mas tivemos dois craques: o Galvão, com 12 Copas, e o João Ramalho, um dos meus chefes na TV, com nove Copas do Mundo", explicou.

Cléber Machado ficou de fora da lista de enviados da Globo ao Qatar e essa é a primeira vez que ele narra uma Copa do Mundo à distância em mais de 30 anos. A emissora tinha duas vagas para narradores da TV aberta: uma delas é automaticamente preenchida por Galvão Bueno, que se despede das transmissões da competição em televisão, e a outra ficou com Luis Roberto.