'Querem que um anjo desça do céu para dizer que o remédio dá certo?', diz Damares sobre cloroquina

Yahoo Notícias
Foto: FABRICE COFFRINI/AFP via Getty Images
Foto: FABRICE COFFRINI/AFP via Getty Images

A ministra Damares Alves (Direitos Humanos) defendeu o uso da cloroquina para pacientes com coronavírus, durante visita a um hospital na cidade de Floriano (PI), a mando do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que utiliza a substância para o tratamento da doença.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

“Não tem comprovação científica? Como não tem? São milhares de páginas escritas por cientistas no mundo inteiro que o remédio dá certo, que a combinação de remédios... O que mais querem? Que um anjo desça do céu para dizer que o remédio dá certo?”, disse a ministra. A declaração foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

Leia também

Damares disse ter ficado “impactada” e divulgou em suas redes sociais o “milagre do uso da cloroquina” no Piauí. No entanto, o diretor do hospital visitado pela ministra negou que a substância seja “milagrosa” e atribuiu o êxito ao uso combinado de corticoides e anticoagulantes.

“A gente até usa [cloroquina e hidroxicloroquina], em nível de atenção básica, em uma fase precoce aqui no município. Com 48 horas de sintomas, o município usa cloroquina, azitromicina. Porém, isso não tem dado resultados, não se enxergam ainda resultados”, afirmou Justino Moreira, diretor do hospital Regional Tibério Nunes, em entrevista ao portal UOL.

Leia também