Moscou espera mais torcedores de EUA, China e América Latina na Copa de 2018

EFE

Moscou, 23 abr (EFE).- O governo de Moscou espera que a maior parte dos torcedores que visitarão a capital da Rússia durante a Copa do Mundo serão dos Estados Unidos, da China, e de países da América Latina, como México, Argentina e Uruguai.

"Em número de turistas e torcedores, liderarão EUA, China, México, Argentina e Uruguai, apesar de as seleções americana e chinesa não participarem do torneio", disse o chefe do Departamento de Esportes e Turismo de Moscou, Nikolai Guliaev, à imprensa local.

Guliaev destacou que um dos principais atrativos de Moscou é a temporada de travessias fluviais, aberta hoje pelo governo. No ano passado, 4,4 milhões de estrangeiros visitaram a capital russa.

"Todas as viagens serão feitas em 24 idiomas", explicou o funcionário da prefeitura de Moscou.

A Argentina estreia na Copa contra a Islândia, na Otkrytie Arena, estádio do Spartak Moscou, no dia 16 de junho. Já o México encara a Alemanha dois depois no Estádio Luzhniki, também na capital.

Segundo a Fifa, argentinos e mexicanos são, após os russos, quem mais compraram ingressos para o Mundial antes da última fase de vendas, aberta no último dia 18 de abril. EFE


Leia também