Quenianos brilham e conquistam dobradinha na Maratona de Boston

Por Scott Malone
Quenianos Kiplagat e Kirui, vencedores da Maratona de Boston. 17/04/2017 REUTERS/Brian Snyder

Por Scott Malone

BOSTON (Reuters) - Geoffrey Kirui e Edna Kiplagat garantiram uma dobradinha para o Quênia na Maratona de Boston nesta segunda-feira, vencendo as provas masculina e feminina ao superar os quilômetros finais nas colinas da cidade e estabelecendo um domínio na prova.

Kirui cruzou a linha de chegada em 2h9min37 depois de ser ameaçado pelo norte-americano Galen Rupp no trecho final da corrida pela rua Boylston, o local do ataque fatal com bombas em 2013 na mesma prova.

Kiplagat, que tem 38 anos e é mãe de dois filhos, correu sozinha os últimos quilômetros da prova, que concluiu em 2h21min52, quase um minuto à frente de Rose Chelimo, do Barein.

A queniana manteve sua ampla dianteira mesmo depois de parar brevemente nos quilômetros finais ao perceber que havia pego uma garrafa de água de uma rival e voltar para devolvê-la.

A norte-americana Jordan Hasay, participando de sua primeira maratona competitiva, chegou na terceira colocação, e o japonês Suguru Osako obteve o mesmo resultado na prova dos homens.

A segurança foi alta em todo o trajeto, que começa em Hopkinton, também no Estado de Massachusetts, e passa pelos subúrbios de Boston até alcançar a linha de chegada da rua Boylston, onde dois irmãos chechenos explodiram duas bombas caseiras quatro anos atrás, matando três pessoas e ferindo mais de 200.

Dezenas de milhares de pessoas encheram as ruas de Boston para assistir ao maior evento esportivo da cidade, realizado no Dia dos Patriotas, que comemora o início da Guerra da Independência dos Estados Unidos.