Queda para o Lanús aumenta lista de vexames recentes do São Paulo

LANCE!
·2 minuto de leitura


A eliminação do São Paulo para o Lanús é mais uma na lista de quedas traumáticas do clube do Morumbi nos últimos anos. Depois de disputar a semifinal da Copa Libertadores, em 2016, o Tricolor perdeu o status de bicho papão na América do Sul e, de lá para cá, coleciona quedas vexatórias nas competições organizadas pela Conmebol.

Na noite da última quarta, o São Paulo foi eliminado de forma precoce na Copa Sul-Americana. Mesmo vencendo o Lanús, por 4 a 3, o Tricolor caiu pelo critério do gol qualificado fora de casa logo em seu confronto de estreia na competição. Importante ressaltar que a equipe apenas garantiu vaga no torneio por ter sido eliminada ainda na fase de grupos da Copa Libertadores.

Grande ambição do clube para a temporada, a Libertadores foi um fracasso para o São Paulo em 2020. O Tricolor não conseguiu se classificar para as oitavas de final no grupo que tinha River Plate, LDU e o fraco Binacional. A equipe peruana, inclusive, venceu e marcou gols apenas no Tricolor ao longo de sua participação no torneio continental.

Em anos anteriores, o clube do Morumbi também decepcionou sua torcida. Em 2017, ainda comandada por Rogério Ceni, o São Paulo viu o Defensa y Justicia passar de fase. O clube argentino fazia seu primeiro jogo fora do país em toda sua história. No ano seguinte, queda para o também modesto Colón, de Santa Fé, na Argentina.

Na última temporada, o São Paulo conheceu seu maior vexame na história da Copa Libertadores. Em casa e apoiado por mais de 40 mil torcedores, o Tricolor foi eliminado pelo Talleres, de Córdoba, ainda na primeira fase do torneio - duas antes da disputa dos grupos.