Como lidar com a queda de cabelo no pós-parto, como aconteceu com Isis Valverde

Yahoo Vida e Estilo
Muitas mulheres sofrem com queda de cabelo no pós-parto, como a atriz Isis Valverde (Mauricio Santana/Getty Images)
Muitas mulheres sofrem com queda de cabelo no pós-parto, como a atriz Isis Valverde (Mauricio Santana/Getty Images)

As mulheres grávidas costumam enfrentar um inimigo que influi em muitas coisas: a alteração hormonal. Ela pode ser um incômodo e causar uma expressiva queda de cabelos especialmente depois da gestação. Além disso, as mudanças hormonais afetam o corpo de uma maneira geral, inclusive o humor, o que também agrava a queda de cabelos. E no pós-parto o problema tende a ser mais grave.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A atriz Isis Valverde – que foi mãe em novembro 2018 – sempre ostentou uma bela cabeleira e, por isso, nunca imaginou que iria sofrer com o problema de queda de cabelo. O cabelão naturalmente praiano, com fios ondulados, cheios e brilhantes viraram motivo de preocupação para Isis durante o pós-parto, porque ela teve uma forte queda e enfraquecimento dos fios. A atriz contou para vários veículos de comunicação que ficou praticamente careca, tendo perdido quase todos os fios da parte da frente, explicando que a foi devido a queda hormonal muito forte que sofreu no período.

Leia também

Entenda as alterações hormonais

Segundo a médica Maria Fernanda Barca, doutora em Endocrinologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e membro da Sociedade Europeia de Endocrinologia, durante a gravidez a alteração hormonal é positiva para os cabelos, o problema costuma ocorrer realmente depois do parto. “A grávida apresenta um aumento do hormônio progesterona no corpo, que vem pelo HCG da gravidez. Com isso, a progesterona justamente estimula a saúde dos cabelos, deixando-os mais sedosos e fortes. O problema é a queda hormonal logo após a mãe dar à luz”, explica a médica.

Mas a endrocrinologista  explica que, em alguns casos, grávidas também podem ter quedas capilares, mas quase sempre por algum problema específico. “É preciso ser investigado caso uma grávida tenha queda de cabelo expressiva. Ela pode estar desnutrida e com anemia, o que é um problema muito sério especialmente na gravidez, e então é preciso tomar complementos vitamínicos, especialmente de ferro, para ajudar o fortalecimento do organismo”, afirma. Além, claro, de uma alimentação saudável e balanceada.

Como tratar os cabelos

Mas para as mães que sofrem com a queda de cabelo no pós-parto, é preciso um cuidado específico, aliás o problema até tem um nome próprio: eflúvio telógeno pós-parto. Trata-se de uma inflamação aguda dos folículos capilares comum nesse momento da vida, causado justamente pela queda hormonal de progesterona e estrógeno. 

Para voltar a ter os cabelos fortes, é possível tratar  combinando vitaminas a tratamentos tópicos dermatológicos, como loções e aplicação de laser. Porque além da queda hormonal, a mulher passa por uma mudança grande de rotina, esforço com a amamentação, novos sentimentos e, às vezes, muita perda de sangue. Isis Valverde fez um  tratamento para recuperar as falhas capilares com o laser ErbiumSmooth, por exemplo. 

Mas é possível usar shampoos específicos para quedas disponíveis no mercado, investir em uma alimentação bem saudável e variada para contribuir com as vitaminas, especialmente ferro, ferratina e as do complexo B, diminuir o número de lavagens de cabelo por semana, evitar ao máximo o uso de secador e chapinhas e produtos abrasivos.

Leia também