Que sina! Botafogo perde para o Fortaleza e aumenta seu jejum no BR

Vinícius Faustini
·3 minuto de leitura


A má fase continua a rondar o Botafogo. Em mais uma noite na qual pecou nas conclusões e cometeu erros cruciais, a equipe comandada interinamente por Emiliano Díaz amargou uma derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, em pleno Estádio Nilton Santos, na noite deste domingo. Já são oito jogos sem vitórias após o tropeço na partida válida pela vigésima-segunda rodada no Campeonato Brasileiro. O Tricolor do Pici, que chega a 28 pontos e vai a décimo-primeiro, garantiu seu triunfo com Bergson e David. O Alvinegro, que marcou com Warley, permanece nos 20 pontos e mergulhado na penúltima colocação.

Na próxima rodada, o Glorioso encara o Atlético-MG no Mineirão, às 20h, às 21h30. O Fortaleza recebe na quinta-feira o Goiás, às 20h, na Arena Castelão.

LONGE DO PONTO CERTO

O Botafogo não demorou a mostrar que queria tomar as rédeas da partida. Com o meio de campo povoado, a equipe comandada por Emiliano Díaz abusou das jogadas pelos lados. O início indicou um bom caminho quando Kalou cruzou rasteiro, mas Matheus Babi chegou atrasado na hora de concluir. Em seguida, Honda cobrou falta traiçoeira e Felipe Alves caiu para se desdobrar.

Porém, aos poucos, o Alvinegro se deixou atrapalhar por sua ansiedade. Kevin e Victor Luís desperdiçavam cruzamentos para a área, e investidas no ataque paravam em decisões erradas.

TRICOLOR POUCO IMPETUOSO

Retraído, o Fortaleza também não sofria para aproveitar os espaços deixados pelo adversário. Tinga cruzou e Romarinho bateu fraco, a tempo da zaga alvinegra se recuperar. Posteriormente, Felipe encontrou um clarão pela esquerda e exigiu Diego Cavalieri.

Contudo, o Glorioso continuava a rondar a causar calafrios ao Tricolor do Pici. No finzinho, Kalou se desvencilhou da marcação e passou para Caio Alexandre. O camisa 19 bateu colocado e fez Felipe Alves se esticar para salvar.

SOPRO DE ESPERANÇA

A volta de Marcinho a campo após 11 meses pareceu renovar o fôlego do Botafogo. Além dos cruzamentos do camisa 13 causarem sufoco ao adversário o Alvinegro melhorou sua movimentação e levou perigo a Felipe Alves após conclusão forte de Victor Luis.

CHAMUSCA ACENDE O ÂNIMO DO FORTALEZA

A estrela do técnico Marcelo Chamusca acabou acendendo o Fortaleza no jogo. Romarinho aproveitou uma pane no lado direito da zaga alvinegra, invadiu a área com liberdade e bateu. Na sobra permitida por Cavalieri, Bergson, que entrada no minuto anterior, empurrou para o fundo da rede aos 15 minutos.

O Glorioso chegou a ensaiar uma reação em tentativas de Marcelo Benevenuto e Pedro Raul. Contudo, o Tricolor do Pici voltou a ser eficaz. Osvaldo, que também saiu do banco de reservas, abriu jogada para Romarinho. O camisa 20 aproveitou um clarão deixado pela zaga alvinegra e tocou na saída do goleiro, aos 33 minutos.

LEVE ALENTO... EM VÃO

Dois minutos depois, o Botafogo deu um sinal de que ainda tinha forças para reagir. Werley deixou a marcação para trás e arriscou da intermediária. A bola parou no cantinho da meta de Felipe Alves. Os comandados de Emiliano Díaz ainda batalharam em investidas de Éber Bessa, Kalou e Pedro Raul. Porém, a amargura da derrota persistiu na rodada para o Alvinegro.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0x1 FORTALEZA

Data-Hora: 22-11-2020 - 18h15
Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Helton Nunes (SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Kanu (BOT), David (FOR)

Gols: Bergson, 15/2T (0-1), David, 33/2T (0-2) e Warley, 35/2T (1-2).

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Kevin (Marcinho, intervalo), Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; José Welison, Caio Alexandre (Warley, 32/2T), Honda (Éber Bessa, 18/2T), Bruno Nazário e Kalou; Matheus Babi (Pedro Raul, 18/2T). Técnico: Emiliano Díaz

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Jackson, Wanderson (Ronald, 30/2T) e Bruno Melo; Juninho, Felipe (Carlinhos, 29/2T) e Marlon (Yuri César, 14/2T); Romarinho (Osvaldo, 26/2T), David e Wellington Paulista (Bergson, 14/2T). Técnico: Marcelo Chamusca