Que seja limpo, diz Brawn a rivais da F1, mas pavio está aceso

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Ross Brawn caminha no circuito de Xangai antes do Grande Prêmio da China em 2017
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O chefe da Fórmula 1, Ross Brawn, pediu que Max Verstappen e Lewis Hamilton não deixem que a disputa pelo título fique quente demais após os dois colidirem durante o Grande Prêmio da Inglaterra do último domingo em Silverstone.

A colisão na primeira volta tirou Verstappen, da Red Bull, da corrida e o enviou ao hospital para checagens, enquanto Hamilton se recuperou de uma punição de 10 segundos para vencer pela Mercedes e cortar a diferença para o líder para oito pontos na classificação do Mundial.

A tarde terminou em discussões e acusações, e Hamilton também foi vítima de ofensas racistas nas redes sociais.

"Como sempre é o caso nesses assuntos, haverá muitas opiniões sobre o certo e o errado", disse Brawn, em uma coluna para o site oficial da Fórmula 1 nesta segunda-feira.

"O que é claro é que fomos roubados de uma disputa emocionante e ninguém quer que o campeonato seja decidido em batidas e punições."

"Espero que possamos evitar esses incidentes no futuro porque eu acho que nos negaram uma batalha fantástica", afirmou.

Para alguns, o acidente estava para acontecer e também acendeu um pavio embaixo da briga pelo título entre o piloto mais bem sucedido do esporte e o seu aparente sucessor.

(Por Alan Baldwin)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos