Que moral! Chefão da Mercedes nega encerrar papo com Mari Becker: 'Eu estou gostando'

·1 minuto de leitura

A repórter da Band Mariana Becker entrevistou o chefão da Mercedes, Toto Wolff para uma reportagem especial que vai ao ar na Band na próxima semana. Pelas suas redes sociais, a jornalista relatou um diálogo que exemplifica a já conhecida moral dela com figuras importantes da Mercedes, como o piloto Lewis Hamilton.

Mari relatou que foi avisada pela assessoria da Mercedes de que só teria mais dois minutos com o chefão da empresa, que retrucou.

Leia também:

- Não (termina a entrevista), eu estou gostando, quero ficar - teria dito Toto.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Internautas fãs da experiente repórter também reagiram ao gesto de Toto Wolff. 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Apesar de respeitada por pilotos e funcionários da modalidade, Mariana Becker, recentemente, viveu uma situação constrangedora envolvendo o espanhol Fernando Alonso, da Alpine. Em entrevista concedida, Alonso, de cara fechada, respondeu de forma rude a comunicadora brasileira. A repórter teve o apoio dos colegas da Band Sérgio Mauricio, Reginaldo Leme e Felipe Giaffone.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos