Que isso, professor? Heber Roberto Lopes dá tapinha no rosto do técnico do Figueirense, que fica na bronca e encena

·1 min de leitura


Um dos mais experientes árbitros do futebol brasileiro, Heber Roberto Lopes está acostumado com encenações de jogadores. Mas e quando o 'modo ator' encarna nos técnicos? Bom, foi o que aconteceu no primeiro jogo da final da Copa Santa Catarina, entre Juventus e Figueirense, no estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul, na noite da última quarta-feira.

Aos 30 minutos de jogo, Heber Roberto Lopes foi à beira de campo acalmar os ânimos do técnico do clube alvinegro, Jorginho. No vídeo, é possível ver o árbitro estendendo a mão ao treinador e pedindo calma, com uma posterior sequência de tapinhas leves no rosto. Foi o suficiente para Jorginho, irritado, fazer uma espécie de reclamação pelos 'golpes' na orelha. (Veja abaixo)

+ Veja a posição do seu time no Brasileirão!

Após o jogo, o técnico do Figueirense minimizou o pequeno entrevero e elogiou Heber Roberto Lopes.

- Eu tenho 56 anos. Desses 56, tenho 21 como jogador. O Heber deve ter apitado uns cinco ou seis anos dos meus jogos. Talvez eu saí um pouco do meu normal com o quarto árbitro, e ele veio conversar comigo e falou: "Velhinho, segura a onda aí". E foi tranquilo. Ele é um dos melhores árbitros. Tenho um respeito grande por ele. Ele é sensacional. Eu não fico irritado com certas coisas, ele é um dos melhores árbitros. Não aconteceu nada demais. Só conversamos para continuar com a nossa amizade. É uma pena que esteja parando – disse Jorginho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos