Quatro países renunciam participação nas Paralimpíadas de Tóquio

·1 minuto de leitura


Às vésperas da abertura das Paralimpíadas, o porta-voz do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), Craig Spence, informou que Samoa, Kiribati, Tonga e Vanuatu não participarão dos Jogos. Segundo a entidade, os quatro países foram prejudicados financeiramente pela regra de isolamento, que dura duas semanas em hotéis da Austrália.
+ Veja a posição do seu time no Brasileirão

- São pequenos Comitês Paraolímpicos Nacionais e simplesmente não têm os recursos para fazer frente a essas despesas, infelizmente foram retirados - explicou Craig Spence.

Na última quinta-feira (20), a Austrália superou seu recorde de casos de Covid-19 em um único dia. Foram mais 754 novas infecções, superando os 738 contágios confirmados no país em agosto de 2020. A lentidão na vacinação impôs o prolongamento da quarentena imposta há dois meses.

- Temos várias nações das ilhas do Pacífico que não poderão viajar. A razão é que eles precisariam viajar de seu país pela Austrália, onde há regras rígidas no momento. Eles teriam que ficar em quarentena por duas semanas antes de chegar. Ainda precisariam ficar em quarentena no caminho de volta, então efetivamente precisariam pagar por quatro semanas extras em um hotel - completou.

A Paralimpíada de Tóquio começa no próxima terça-feira (24). Além das quatro nações, outros atletas também ficarão de fora dos Jogos. O caos imposto pelo grupo terrorista Talibã impediu que afegãs viajassem ao Japão para participarem da competição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos