Quatro novos casos de covid-19 no Real Madrid e três no Barcelona

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
O meia do Barcelona, Gavi, em uma partida da LaLiga espanhola contra o Rayo Vallecano em 27 de outubro de 2021 em Madri (AFP/Óscar del Pozo) (Óscar del Pozo)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Thibaut Courtois
    Thibaut Courtois
    Ao VivoHojeAmanhãx--|
  • Samuel Umtiti
    Samuel Umtiti
    Ao VivoHojeAmanhãx--|

Os jogadores do Real Madrid Thibaut Courtois, Federico Valverde, Eduardo Camavinga e Vinicius Junior, assim como os do Barcelona Ousmane Dembélé, Samuel Umtiti e Gavi testaram positivo para covid-19, anunciaram os dois clubes espanhóis nesta quarta-feira.

"O Real Madrid C.F. comunica que nossos jogadores Courtois, Valverde, Camavinga e Vinicius Jr. testaram positivo para covid-19", anunciou o clube merengue em um comunicado em suas redes sociais.

Contactado pela AFP, o time madrilenho, que deve enfrentar o Getafe no domingo, na retomada da LaLiga após as festas de fim de ano, não informou o número de jogadores que estão isolados nesta altura, quando desde meados de dezembro, oito jogadores da equipe testaram positivo para covid-19, incluindo Luka Modric, Gareth Bale e David Alaba.

Antes, o Barcelona havia anunciado os testes positivos para covid de Ousmane Dembélé, Samuel Umtiti e Gavi, e com isso o clube catalão já acumula seis infectados.

"Os jogadores Dembélé, Umtiti e Gavi deram positivo para covid-19 em testes de PCR realizados no elenco", explicou o clube em um comunicado.

"Os jogadores estão bem de saúde e isolados em casa", acrescentou o Barça.

Os dois jogadores franceses e o meia espanhol se juntam a Jordi Alba, Daniel Alves e Clement Lenglet, deixando a equipe treinada por Xavi Hernández com seis desfalques antes do jogo de domingo contra o Mallorca, na retomada da LaLiga após a pausa de fim de ano.

De acordo com os critérios estabelecidos pela Federação Espanhola e LaLiga, uma partida é suspensa quando a equipe afetada não tiver pelo menos 13 jogadores, dos quais cinco devem ser da equipe principal.

Nesse sentido, o jogo que o Atlético de Madrid e o Rayo Vallecano devem disputar no domingo está em perigo, pois o Rayo conta com até 17 jogadores infectados, segundo a imprensa esportiva espanhola, o que o tornaria o time mais afetado da primeira divisão.

Desde que voltou aos treinos esta semana, a Real Sociedad informou que tem 10 jogadores infectados, o Betis seis, Cádiz e Espanyol cinco, Mallorca quatro e Levante três.

Já o Elche egistrou 12 casos, mas não especificou quantos correspondem a jogadores e quantos à comissão técnica.

bur-al/psr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos