Quatro anos após hepta, Jô lembra de 1º turno invicto do Corinthians e dos 'gols mais importantes' da carreira

·4 min de leitura


Artilheiro do Corinthians nesta temporada, com nove gols, e líder atual do time em assistências, com seis passes que resultaram em bolas na rede, Jô teve a sua importância para o time exaltada pelo técnico Sylvinho após a vitória por 3 a 2 sobre o Cuiabá, no último sábado, na Neo Química Arena. E nesta segunda-feira, na reapresentação do elenco aos treinos após o triunfo, o atacante lembrou do heptacampeonato brasileiro de 2017, título obtido após ele ser decisivo para o Timão em uma partida realizada há exatos quatro anos.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!


GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Naquela ocasião, com o seu estádio lotado no dia 15 de novembro de 2017, o Alvinegro assegurou a taça com três rodadas de antecedência ao bater o Fluminense por 3 a 1, de virada. No confronto, o time carioca terminou o primeiro tempo vencendo por 1 a 0, mas Jô fez dois gols já nos minutos iniciais da etapa final, na qual depois Jadson entrou e marcou para fechar o placar.

Ao recordar aquela conquista do Brasileirão, o atacante lembrou do incrível e surpreendente desempenho da equipe então comandada por Fábio Carille, que fechou a primeira metade da competição ostentando 14 vitórias, cinco empates e nenhuma derrota, com 47 pontos e um aproveitamento de 82,5%. E o time ainda marcou 32 gols e tomou apenas nove em 19 partidas neste período.

- Primeiro eu queria falar da nossa campanha. Um ano, para mim, especial, né? Um campeonato onde a gente entrou praticamente com todo mundo dando a gente como a quarta força do Campeonato Paulista (no qual o Timão também faturou a taça), né? E a gente entra no Brasileiro com a desconfiança de muita gente, mas a gente conseguiu fazer uma ótima campanha, virando um turno invicto. Isso, dentro de uma competição dessa, é para poucos - relembrou Jô, em breve entrevista para a Corinthians TV, em um campo do CT Joaquim Grava.

'GOLS MAIS IMPORTANTES DA MINHA CARREIRA'

Em seguida, o atleta exaltou a importância dos gols marcados no jogo contra o Fluminense em sua trajetória profissional, iniciada no Timão, clube que o formou como jogador e no qual vive a sua terceira passagem atualmente.

- E depois a gente consegue dar uma continuidade boa no segundo turno até chegar ao jogo contra o Fluminense, no qual para mim eu fiz os dois gols que foram os dois gols mais importantes da minha carreira. Porque você selar um título brasileiro é muito importante - enfatizou Jô.

- Um jogo difícil, a gente sai atrás e a torcida, como sempre, nos empurrando e nos incentivando até a gente conseguir a virada e concretizar o título. Como eu falei, foi um ano especial para mim principalmente - completou o atacante, que terminou aquele Brasileirão de 2017 como o maior artilheiro da competição, com 18 gols marcados, empatado com Henrique Dourado, do Fluminense.

FEITO HISTÓRICO PELO CLUBE COMO ARTILHEIRO

Aquela foi a única vez na história, por sua vez, que o Corinthians terminou um Campeonato Brasileiro com um jogador figurando no topo da lista de goleadores. E Jô foi então decisivo em uma campanha na qual o Alvinegro contabilizou 21 vitórias, nove empates e oito derrotas em 38 jogos, sendo que a equipe também fechou a sua participação com a melhor defesa (30 gols sofridos) e o melhor desempenho como mandante (71,9%) e visitante (54,3%).

Naquela partida em que o Timão assegurou o título brasileiro de 2017, o sétimo do clube após as conquistas de 1990, 1998, 1999, 2005, 2011 e 2015, Carille escalou a sua equipe titular com Caíque; Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho e Rodriguinho; Romero, Clayson e Jô. Jadson, Maycon e Danilo entraram em campo no decorrer do duelo com o Flu.

Entre estes nomes, apenas o goleiro Caíque, o lateral-direito Fagner, o volante Gabriel e o próprio Jô fazem parte do atual elenco corintiano comandado pelo técnico Sylvinho, cujo time não está na briga pela taça como em 2017. Porém, está na luta direta por vaga no G4 do Brasileiro, a zona de classificação à fase de grupos da Libertadores, com a equipe em quinto lugar, com 50 pontos.

SEQUÊNCIA DE 2017 IGUALADA E MÉDIA DE 40 MIL PAGANTES POR JOGO

Ao vencer o Cuiabá por 3 a 2 no último sábado, o Corinthians igualou um feito do time campeão brasileiro de 2017 ao acumular a sua sexta vitória seguida em casa. E um fato em comum que ajudou estas duas equipes alvinegras durante esta sequência de triunfos é o de que ambas contaram com forte apoio dos seus torcedores - o time atual só não foi empurrado pela Fiel no primeiro duelo da atual série vitoriosa como mandante, por causa de restrições da pandemia da Covid-19, mas a partir do segundo confronto teve a volta de sua torcida.

E no Brasileirão realizado há quatro anos o Alvinegro também viu a Fiel ser protagonista, já que o clube terminou aquela campanha com uma média de 40.007 torcedores por jogo, a melhor marca corintiana nos últimos 35 anos. O fato foi destacado pelo Timão em nota publicada nesta segunda-feira em seu site oficial na qual relembrou as façanhas daquela campanha de 2017.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos