Quartararo lamenta "um dos seus piores dias" na MotoGP em 2020

Lewis Duncan
·3 minuto de leitura

foi “um dos piores dias da temporada” depois de terminar em 16º com a sua Petronas SRT Yamaha.

As esperanças de Quartararo no campeonato se foram após uma queda no fim de semana passado no GP da Europa, com sua distância para Joan Mir, da Suzuki, aumentado para 37 pontos.

Leia também:

MotoGP: Miller lidera dia de treinos para o GP de Valência; Mir é 12º MotoGP: Crutchlow assina com Yamaha como piloto de testes para 2021 MotoGP: com receio de contaminação, Mir quer "encerrar" disputa pelo título neste fim de semana

O francês teve dificuldades no fim de semana do GP da Europa e mais uma vez teve um desempenho ruim com a M1 nos treinos de sexta-feira, fazendo "grandes mudanças" na moto, mas não tendo impacto nas suas sensações - algo que nunca lhe aconteceu antes, afirmou.

“Na verdade, foi um dos piores dias da temporada para mim,” disse Quartararo ao motogp.com. “Hoje tentamos muitas coisas com a moto e normalmente quando tento muitas coisas, sinto uma sensação diferente na moto - melhor, pior".

“Mas fizemos grandes mudanças e o sentimento era exatamente o mesmo, e isso nunca aconteceu. Então, amanhã iremos de um jeito extremo, porque pior do que isso, é difícil".

“E hoje fomos lentos mesmo com pneus novos. Então, isso é algo que precisamos mudar e amanhã iremos de uma forma extrema que nunca fizemos nos anos de MotoGP. ”

Quartararo disse que sua equipe tentou mudar os mapas de motor, as configurações de suspensão dianteira e traseira e os ajustes de altura de condução, mas admite que está preocupado, pois nada disso resultou em qualquer melhoria.

Quando questionado se estava preocupado, respondeu: “Sim, um pouco, porque normalmente sabemos por que temos um problema - não este problema, porque é a primeira vez que o temos - e diria que normalmente quando mudamos a moto, nós sentimos isso.

“Seja positivo ou negativo, eu entro e digo 'a moto está pior', ou melhor ou acontece alguma coisa. E hoje, com todas as mudanças que fizemos, era exatamente a mesmo. Por isso, estou um pouco preocupado porque vou sair com uma moto que nunca dirigi e vai ser difícil ”.

Quartararo admite que a falta de compreensão de um problema na moto é um dos principais problemas da M1 2020.

Ele acrescentou: “No ano passado, em dias normais, você podia se adaptar à moto, mas neste ano a margem é tão pequena para lutar por vitórias ou por pontos e isso é algo difícil de entender”.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Hamilton despista sobre Rosberg, analisa Bottas e ‘esquece’ Alonso; assista e entenda

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

Your browser does not support the audio element.

.