Quanto o Palmeiras vai pagar ao Milan para ter Gustavo Gómez até 2024?

Goal.com

E a engenharia financeira que o Palmeiras realizou para contratar Gustavo Gómez vai se revelando um acerto: o clube está perto de pagar a última "parcela" da negociação e irá garantir o paraguaio até 2024.

Mas o que é exatamente que o Verdão fez para garantir o defensor? Quando custou - e ainda vai custar - o negócio? A Goal conta tudo pra você, detalhe por detalhe.

Mesmo que estivessem interessados no jogador, o Palmeiras, em julho de 2018, procurou se precaver antes de investir mais de cinco milhões e meio de euros (na época, pouco mais de R$ 24 milhões) na contratação do paraguaio. Assim, criou um acordo que previa, ao invés de um vínculo longo, uma sucessão de empréstimos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Assim, o que acontece é: depois do final do empréstimo de um ano, que custou 1,5 milhões de euros, o clube paulista paga mais uma parcela e renova o vínculo a cada seis meses. Esses acordos vão saindo sucessivamente até que, neste mês de junho, o clube quite os últimos valores que deve ao Milan e tenha o zagueiro por mais quatro ano.

No total, segundo informações do Globo Esporte, a negociação custou algo como R$ 25 milhões, pouco para um defensor que consta, ano após ano, na lista de melhores do Brasileirão - e da América.

Atualmente com 27 anos, tendo feito aniversário em maio, Gustavo Gomez ficará no Palmeiras até 2024, quando terá 31 anos. Isso, é claro, caso não renove antes. A informação da permanência do zagueiro foi adiantada pelo diretor de futebol do clube, Anderson Barros.

À medida em que ficamos mais próximos da volta do futebol brasileiro - e do Paulistão -, o Verdão pode se certificar de que terá seu xerifão da zaga por um bom tempo.

Leia também