Quanto era o salário de Pelé como jogador? Veja a quantia e compare com outros astros do futebol mundial

Pelé jogou partidas oficiais pela Seleção Brasileira de 1956 a 1971 (Reprodução)


Com uma carreira brilhante, Edson Arantes do Nascimento tornou-se o maior atleta do século XX e o Rei do futebol. No entanto, o salário que o eterno craque ganhava na época passa longe das grandes quantias que os atuais jogadores recebem, sobretudo no futebol do Velho Continente. Fica a pergunta: Quanto o Rei ganhava na época?

Cabe salientar que Pelé atuou em apenas dois clubes na carreira. No Santos, esteve em campo de 1956 a 1974, e no New York Cosmos, dos Estados Unidos, de 1975 a 1977. Na época, em 1961, foi divulgado que o Rei ganhava cerca de Cr$ 2 milhões, que, segundo especialistas, corresponde a R$ 70 mil em valores atuais.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Com isso, na na década de 1960, o salário de Pelé sofreria variações e poderia chegar em R$ 100 mil, convertendo para os dias atuais. Quando defendia as cores do New York Cosmos, em 1975, o craque fez um contrato que lhe rendia US$ 2,5 milhões por ano.

Esse valor atualizado para a inflação estadunidense, equivale hoje a US$ 10,9 milhões ou R$ 25,5 milhões pelo câmbio atual. Segundo a revista Forbes atrelada a analistas financeiros, Pelé, caso atuasse na Europa, receberia em torno de 223 milhões de dólares por ano (aproximadamente R$ 1,2 bilhão). O valor da multa rescisória giraria em torno de 300 milhões de dólares.

+ “O 10 perfeito”, “Vida longa ao Rei”: as capas de jornais pelo mundo em homenagem a Pelé


De acordo com a revista Forbes junto a analistas financeiros, Pelé, se jogasse hoje na Europa, receberia em torno de 223 milhões de dólares por ano (aproximadamente R$ 1,2 bilhão). O valor da multa rescisória de um jogador assim ficaria em torno de 300 milhões de dólares.

Sendo assim, Pelé seria o mais bem pago comparado a outros 10 jogadores (caso atuasse no Velho Continente), que atualmente estão no topo da lista dos maiores salários do futebol mundial.

Os jogadores mais bem pagos do mundo segundo a Forbes

Kylian Mbappé – US$ 128 milhões;
Lionel Messi – US$ 120 milhões;
Cristiano Ronaldo – US$ 100 milhões;
Neymar – US$ 87 milhões;
Mohamed Salah – US$ 53 milhões;
Erling Haaland – US$ 39 milhões;
Robert Lewandowski – US$ 35 milhões;
Eden Hazard – US$ 31 milhões;
Andrés Iniesta – US$ 30 milhões;
Kevin De Bruyne – US$ 28 milhões.