Quanto dinheiro o Santos perdeu com a saída de jovens ao fim do contrato?

Goal.com

O Santos já levou muito dinheiro com vendas dos Meninos da Vila neste século, de Robinho a Rodrygo, passando por Neymar, mas também deixou para trás uma razoável quantia de dinheiro por certa imperícia na hora de renovar contratos com os seus bons jogadores – e que viraram negócios lucrativos na mão de outros clubes.

Levando em conta negócios envolvendo jogadores que deixaram o Peixe sem custos, somado ao valor de mercado que os mesmos têm, é possível dizer que o Peixe já deixou de ganhar quase R$ 60 milhões em vendas apenas neste ano.

O nome que mais chama a atenção é o de Robson Bambu. Aproveitado no time principal por Cuca, no segundo semestre de 2018, ele já estava na reta final do seu contrato com o Peixe e acertou um pré-vínculo para reforçar o Athletico-PR.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Depois de um ano e meio no Furacão, onde foi campeão da Copa do Brasil, o defensor acabou negociado por 8 milhões de euros para o Nice da França. Pela cotação da sexta-feira da semana passada, o atleta vai render R$ 45 milhões ao clube paranaense – ainda que uma pequena parcela precise ser destinada ao Alvinegro Praiano, como parte do mecanismo de solidariedade da FIFA.

Outro nome que entra no quesito perdas sem lucro é o de Gustavo Henrique. Também cria da base, ele não renovou seu contrato e, em janeiro, rumou para o Flamengo, onde era titular antes da pandemia da Covid-19. De acordo com o Transfermarkt, site especializado no mercado do futebol, o defensor vale hoje 2,4 milhões de euros (aproximadamente R$ 13 milhões).

Tendo em vista que o Flamengo pagou 7 milhões de euros por Léo Pereira, outro zagueiro, também no começo deste ano, não é difícil de imaginar que o time da Gávea pudesse atingir os 2,4 milhões por Gustavo Henrique - ou até mais, caso o Santos tivesse poder de barganha com um contrato longo.

O cenário, por sinal, pode ser expandido nos próximos meses. Yuri Alberto, grande companheiro de Rodrygo na base, pertence ao clube até julho, mas ainda não tem permanência assegurada após isso. Aos 19 anos, ele tem passagem por seleções de base, chegou a ser titular da equipe em 2020 e está avaliado em 2,3 milhões de euros (R$ 12,8 milhões).

Dessa vez, o Santos irá conseguir evitar o destino de seus valorizados ex-defensores?

Leia também