Quanto custa ir para Tóquio durante a Olimpíada?

Vinícius Perazzini
LANCE!

Quanto custa ir para Tóquio durante a Olimpíada de 2020? Na noite da última quinta-feira, a agência de viagens Quickly Travel apresentou na Japan House, em São Paulo (SP), os seus pacotes para a Olímpiada do Japão. A empresa é uma das três subdistribuidoras oficiais que fazem a revenda autorizada de ingressos para interessados residentes no Brasil. Os pacotes disponibilizados se encontram a partir de 5.390 dólares (R$ 22.600 na cotação atual) por pessoa.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

O evento na capital paulista reuniu mais de 100 pessoas, entre agentes de viagens, imprensa e influenciadores digitais, e contou com a presença de figuras ilustres, como Rogério Sampaio, ex-judoca campeão olímpico em 1992 e atual diretor geral do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Akira Kusunoki, cônsul geral adjunto do Japão, e a boxeadora Beatriz Ferreira, medalhista de ouro nos Jogos Pan-americanos de Lima, neste ano.

Leia também

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Rogério Sampaio durante discurso (Foto: Vinícius Perazzini)
Rogério Sampaio durante discurso (Foto: Vinícius Perazzini)

A Quickly Travel é um "braço" no Brasil da gigante japonesa Alatur JTB, empresa presente em mais de 30 países. Os programas criados pela agência para a competição, que ocorrerá de 24 de julho a 9 de agosto, estão divididos em três períodos ("waves") diferentes, de seis noites cada. Os preços variam com a categoria escolhida pelo cliente, que terá à disposição as opções Basic, Silver, Gold e Diamond. Os pacotes, como citado no começo do texto, se iniciam a partir de US$ 5.390 por pessoa em acomodação de base dupla, e incluem hospedagem, transfer, seguro viagem, cartão para uso no transporte público e o direito à aquisição de um pack de ingressos. Estes, cobrados à parte.

A primeira "wave" será de 23 a 29 de julho, período que compreenderá a entrega das primeiras medalhas dos Jogos, que serão entregues no dia 25 de julho e poderão ser vistas nos pódios da esgrima, judô, tiro esportivo, taekwondo ou no levantamento de peso. A segunda "wave" ocorrerá de 29 de julho a 4 de agosto e incluirá algumas disputas inéditas na Olimpíada, como o surf, que terá janela entre os dias 26 de julho e 2 de agosto. Já a terceira e última "wave", de 04 de agosto a 10 de agosto, terá como atrativos a cerimônia de encerramento, no dia 9 de agosto, e modalidades interessantes para o público brasileiro, como as finais do futebol, do vôlei e do basquete. O período também marca a participação de Isaquias Queiroz, que poderá fazer história na canoagem entre os dias 3 e 8 de agosto. O preço dos ingressos dependerá da modalidade e categoria escolhida pelo cliente.

Além dos pacotes montados pela Quickly Travel para os jogos de Tóquio, os clientes da agência poderão adicionar extensões ao roteiro escolhido, personalizando a sua viagem pelo Japão ao incluir passeios, cidades e regiões mais distantes da capital do país: Monte Fuji, Kyoto, Osaka, Hokkaido e Sapporo estão entre os possíveis destinos. Os roteiros adicionais serão cobrados separadamente. A Quickly, que trabalha com pacotes esportivos desde 2010, pretende levar cerca de 1.500 pessoas para os Jogos do Japão.

Ao LANCE!, Rogério Sampaio revelou que a procura de ingressos para Tóquio por moradores do Brasil já bateu uma marca dos Jogos de Pequim, em 2008.

- Comparando com os Jogos de Pequim (na China), que também fica na Ásia, a procura tem sido muito grande. Se não me engano, já superamos o número de ingressos vendidos em pacotes para Pequim. Não tenho dúvidas de que o Japão oferecerá uma experiência inesquecível para quer for ver os Jogos Olímpicos - destacou o diretor geral do COB.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também