Quando a Premier League vai voltar? Treinos em grupo são liberados na Inglaterra

Goal.com

Os clubes ingleses deram um grande passo rumo à volta da Premier League. Seguindo os protocolos de saúde do Reino Unido, os clubes da elite inglesa já começaram a retomar os treinamentos no gramado, com possibilidade de contato físico, a partir dessa segunda-feira (25).

A volta aos treinamentos vem sendo feita de forma gradual e são dividos em fases. A primeiro fase não permitia que jogadores tivessem contato físico e eram seguidos protocolos rígidos pelos clubes para "criar o ambiente de treino mais seguro possível".

A fase dois já conta com um avanço significativo, pois permite o contato físico entre os atletas. O governo inglês liberou uma espécie de guia explicando como será essa nova fase dos treinos para atletas profissionais das mais diversas modalidades esportivas.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"A Fase Dois pode ser descrita como a volta do contato físico. Treinamento em pares, pequenos grupos e times poderão ter uma interação muito mais próxima. O avanção à Fase Dois é vital para a preparação para o retorno completo do calendário esportivo. Contato físico é requerido para simular formações de jogo e as condições de jogo, para que o esporte possa ser colocado no corpo, mente e nos sentidos", lê-se no comunicado governamental, que também destacou, em outra parte, a importância do "condicionamento físico, que é um elemento essencial para a segurança do atleta e para diminuir o risco de lesão durante a competição".

Paralisada desde o março, a Premier League pode ter uma data para ser retomada: 1º de junho. O governo britânico publicou um documento de 50 páginas que serve como guia para sair do bloqueio imposto pelo novo coronavírus em etapas, com medidas de distanciamento social que permanecerão em vigor à medida que as atividades sejam retomadas no país.

Ainda não está claro se os torcedores poderão participar das partidas antes do final da temporada, pois a etapa três propõe a reabertura de locais como cinemas em julho, mas também inclui ressalvas.

"Alguns locais que são lotados e onde pode ser difícil estabelecer um distanciamento, talvez ainda não seja possível reabrir com segurança nesse momento, ou talvez seja possível abrir com segurança apenas em parte”. 

"A fim de facilitar a reabertura mais rápida possível desses tipos de empresas e locais públicos de maior risco, o governo fará uma fase cuidadosa e cuidará da reabertura para testar sua capacidade de adotar as novas diretrizes de segurança para a Covid-19”.

Para garantir a segurança dos jogadores e dos envolvidos nas partidas, é possível que algumas mudanças de comportamento e higiene também sejam feitas, como proibir comemorações em grupo ou trocas de camisa .

A ideia seria terminar a atual temporada até o fim de junho. O próprio secretário de cultura e esportes do país, Oliver Dowden, afirmou que trabalha junto com os clubes para que isso seja possível.

"Eu, pessoalmente, estou em contato com a Premier League para ver a bola rolando o quanto antes, a fim de apoiar toda a comunidade do futebol", disse Dowden, respondendo perguntas de parlamentares. "Mas, é claro, qualquer motivo neste sentido deve seguir as normas de saúde pública".

Para que isso, todos os clubes devem estar treinando até o dia 18 de maio. Alguns clubes, ainda que de forma lenta e gradual, estão voltando aos treinamentos no país. O Arsenal foi o primeiro a voltar. Everton e West Ham também liberaram seus jogadores para voltar aos gramados.

O prefeito de Londres, porém, se mantem cauteloso quanto a volta do futebol na cidade e no país . Alguns jogadores também são contra o retorno do Campeonato Inglês .

Assim como em muitos países , a volta da Premier League deve ter portões fechados no início com o mínimo de staff possível nas partidas, incluindo pessoas ligadas aos clubes e até jornalistas. A EFL (segunda divisão inglesa), quer realizar testes para confirmação da Covid-19 antes da retomada dos jogos.

Diversos campeonatos, principalmente na Europa, estão focando na volta das partidas em breve . Pensando no retorno do futebol, a Fifa também alterou, momentaneamente, a regra de substituição, permitindo até cinco por partida .

Leia também