'Quando eu mais precisei, o Cruzeiro meteu o pé', lamenta zagueiro Léo

Léo saiu do Cruzeiro e foi para a Chapecoense (Divulgação/Chapecoense)


Um dos nomes mais ativos do Cruzeiro nos últimos anos, o zagueiro Léo, tem lamentações em relação ao Cruzeiro. Conhecido pela torcida por ser torcedor cruzeirense, o atleta criticou a maneira que deixou o clube azul em 2021.

- Era para participar de um momento de reconstrução (em 2020). Não sabia se iria receber salário, se teria time, mas que eu estaria ali para poder ajudar. É engraçado que, no momento em que o Cruzeiro mais precisou, eu estava aberto a ajudar. Agora, quando eu tive uma lesão, quando mais precisei, o Cruzeiro meteu o pé. Falou que eu não jogaria mais - lamentou Léo ao Bora Podcast.

Léo fez 400 jogos com a camisa do Cruzeiro e marcou 22 gols. Ele foi personagem de histórias importantes da Raposa, como a goleada por 6 a 1 sobre o Atlético-MG, os títulos Brasileiros de 2013 e 2014 e das Copas do Brasil de 2017 e 2018.

Léo, no entanto, reconheceu que o grande problema foi da diretoria da época e ressaltou que tem carinho pelo Cruzeiro.

- Ou melhor, o Cruzeiro não: pessoas. O Cruzeiro, a instituição, eu tenho um carinho muito grande. O clube participou de um terço da minha vida. Sou muito grato ao torcedor, à instituição. Mas foram pessoas que passaram ali no momento que não souberam administrar algumas situações. Não tenho mágoa nenhuma. Mas é necessário ter resiliência - finalizou.