Pussycat Dolls segue o fluxo e adia vinda para 2021

Yahoo Vida e Estilo
Pussycat Dolls viria em junho de 2020; shows integravam a turnê de volta à ativa
Pussycat Dolls viria em junho de 2020; shows integravam a turnê de volta à ativa

Já era de se esperar que os shows do Pussycat Dolls fossem adiados, já que o grupo marcou apresentações no Brasil para junho, mas restava saber para quando iria a turnê. Pois o quinteto pop feminino decidiu seguir o fluxo dos principais adiamentos por conta da pandemia do coronavírus e vai jogar a vinda ao país para 2021. A intenção é vir no primeiro semestre. Estuda-se a remarcação das datas para o período maio / junho, ou seja, para daqui a um ano.

O Pussycat Dolls viria para shows que promoveriam seu retorno após dez anos de separação. Em fevereiro de 2020, o quinteto soltou o single “React”. É a primeira música que o grupo lança desde “Jai Ho (You Are My Destiny)”, que entrou na trilha de “Quem Quer Ser um Milionário?” (2009).

Formado em Los Angeles, em 2003, o Pussycat Dolls tem dois álbuns: “PCD”, que saiu em 2005; e “Doll Domination”, de 2008. No primeiro está “Don’t Cha”, primeiro grande hit das cantoras. Outro sucesso, “When I Grow Up”, marcou o trabalho seguinte.

Em 2010, todas as integrantes haviam deixado o PD, exceto Nicole Scherzinger, que ainda tentou segurar a onda com outras integrantes, mas preferiu partir para uma carreira solo. Nesta volta à cena, a única da formação original que não participa é Melody Thornton.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também