Pumas, do México, rescinde contrato com Daniel Alves; jogador é acusado de agressão sexual

Defesa busca indícios para que versão de sexo consensual seja provada (Foto: CLAUDIO CRUZ / AFP)


O Pumas, do México, que havia contratado Daniel Alves no meio do ano de 2022, anunciou a rescisão do vínculo do jogador com o clube por justa causa na tarde desta sexta-feira. O lateral-direito está preso preventivamente na Espanha por conta de uma acusação de agressão sexual. Segundo apuração do LANCE! e informações da imprensa local, não há possibilidade de fiança.

Em entrevista coletiva, o presidente do clube mexicano, Leopoldo Silva, confirmou a rescisão de Daniel Alves por justa causa. O jogador brasileiro tinha contrato com o Pumas até junho de 2023.

- Com a informação ocorrida hoje sobre o processo que enfrenta Daniel Alves, comunicamos o seguinte: O Pumas tomou a decisão de rescindir, por justa causa, o contrato com o jogador Daniel Alves a partir de hoje. Não podemos permitir que a conduta de uma pessoa prejudique a nossa filosofia de trabalho que tem sido um exemplo na história do clube e para o desenvolvimento de jovens desportistas no nosso país - disse Leopoldo.

ENTENDA O 'CASO DANIEL ALVES'

ACUSAÇÃO
No dia 31 de dezembro, o jornal espanhol 'ABC' noticiou que o atleta teria abusado de uma mulher em uma boate de Barcelona. O caso ocorreu na sexta-feira anterior, dia 30. O jogador foi acusado de assédio sexual, que segundo a vitima teria sido tocada por Daniel Alves sem permissão.

A mulher também alegou que Daniel Alves colocou as mãos por dentro da roupa dela. A mesma também teria ficado nervosa com a situação, e chamou a polícia, que chegou momentos após a saída do jogador do local. Seguranças e amigos da mulher também teriam presenciado o ocorrido.

+ Daniel Alves é preso pela Justiça da Espanha sem direito a fiança

JOGADOR NEGOU
Em contato com o LANCE!, a assessoria do jogador negou as informações e disse que tomaria as medidas cabíveis contra as acusações. Dias após o caso vir à tona, Daniel Alves foi ao programa 'Y Ahora Sonsoles' e também afirmou ser inocente. O atleta afirmou que estava 'dançando e curtindo, sem invadir o espaço dos outros'.

ESPOSA DEMONSTRA APOIO
Joana Sanz, cônjuge de Daniel Alves, demonstrou apoio ao jogador durante todo o caso. Na última semana, em entrevista a uma rádio espanhola, a modelo afirmou que 'conhece o marido' e que ele 'não faria algo desse tipo'. Na última quinta, a mulher publicou uma foto de mãos dadas com Dani, com a legenda 'Together' (Juntos, em inglês).

+ Daniel Alves preso: LANCE! responde perguntas sobre o caso

DETIDO PELA POLÍCIA
Nesta sexta-feira, o jogador foi detido pela polícia espanhola após prestar depoimento em uma delegacia de Barcelona por conta das acusações. Daniel Alves foi levado pela polícia para a Cidade da Justiça, na Catalunha, logo em seguida. O Ministério Público do país, então, pediu a prisão do atleta de 39 anos.

PRISÃO PREVENTIVA
Horas após ser detido pela polícia, a Justiça espanhola determinou a prisão preventiva de Daniel Alves. O jogador não terá direito a pagamento de fiança. De acordo com o jornal 'El País', o jogador, inclusive, já foi levado para a Penitenciária de Brians I, em Barcelona. Nas redes sociais, o atleta excluiu as fotos de perfil.