PT deve entrar com processo de impeachment contra Bolsonaro, diz líder petista no Senado

Yahoo Notícias
Rogerio Carvalho (PT-SE) é líder do partido no Senado - Foto: Senado/Divulgação
Rogerio Carvalho (PT-SE) é líder do partido no Senado - Foto: Senado/Divulgação

O Partido dos Trabalhadores (PT) deve protocolar um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assim que o recesso do carnaval terminar. O senador Rogério Carvalho (SE) líder do PT na casa confirmou a ação em entrevista ao Portal UOL.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O dia tem sido marcado pela repercussão negativa gerada depois que Jair Bolsonaro compartilhou mensagens de apoio às manifestações marcadas para 15 de março. Os atos que serão pró-governo e contra o Congresso Nacional vem sendo organizados depois que o general Augusto Heleno, ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), afirmou que o Legislativo estava chantageando o Executivo devido a divergências em relação a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Segundo Carvalho, a atitude do presidente ao compartilhar o vídeo é "um ato muito ofensivo à democracia e precisa de uma resposta à altura".

Parlamentares de oposição alegam que Bolsonaro pode ter cometido crime de responsabilidade ao apoiar os protestos convocados por bolsonaristas. A pena para o delito seria o impeachment, ou seja, a perda do mandato.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O PT se reunirá com outros partidos da oposição para definir quais medidas serão tomadas depois que o recesso do carnaval passar. A decisão definitiva sobre o impeachment deve ser confirmada até o início da semana que vem.

"A situação é muito grave. O que o presidente está fazendo é uma ameaça real à democracia, às instituições, e, se não tiver reação à altura, ele está testando os limites e vai adiante", afirmou o senador petista ao UOL.

Bolsonaro disse nesta quarta-feira (26) que o WhatsApp é utilizado por ele para fins pessoais e "qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República".

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Leia também