PSL tenta convencer Janaina Paschoal a concorrer à Presidência em 2022

Yahoo Notícias
Foto: AP Photo/Leo Correa
Foto: AP Photo/Leo Correa


Sigla que elegeu Jair Bolsonaro à Presidência da República, o PSL (Partido Social Liberal) aposta na deputada estadual Janaina Paschoal como candidata ao Planalto em 2022, após o atual chefe do Executivo romper com a legenda em 2019.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Janaina, que ganhou notoriedade ao assinar o pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT), conquistou uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo com 2.060.786 votos, recorde na história do país.

Segundo o jornal "Folha de S.Paulo", o PSL tenta convencer Janaina a disputar a Presidência. A parlamentar evita o assunto, porém não afasta a possibilidade de se candidatar e já disse que o país necessita de uma terceira via, além do PT e de Bolsonaro (ela já defendeu a saída do presidente após apoiá-lo em 2018).

Leia também:

"Quando ela fala em alternativa, eu, ao fazer uma análise política, enxergo a Janaina. Se isso estiver no projeto dela, no PSL já está pavimentado", declara o deputado federal Júnior Bozzella (PSL-SP), vice-presidente da sigla. "Venho conversando com os deputados. Todo mundo acha genial a minha ideia."

Bozzella diz que trabalha pelo nome da deputada mesmo sem a aprovação dela: "O principal ela tem, que é grupo político. Candidatura majoritária não é vontade individual, é coletiva".

Procurada pela "Folha", Janaina insiste que não é hora de falar em eleição presidencial. "Não sabemos quem estará vivo. Agora, temos que concentrar todas as energias no combate à pandemia e na conquista e manutenção de alguma estabilidade ao país", afirma.

"Espero que vocês não se ofendam por eu não querer e nem ter o que falar sobre isso", completa ela, que contraiu o novo coronavírus e se recupera da Covid-19 depois de enfrentar duas internações.

Leia também