Psicóloga e coach são armas de campeã do Pan no Mundial de boxe

Yahoo Esportes
Delegação brasileira que participa a partir desta quinta do Mundial feminino de boxe; da esquerda para a direita, o head coach Mateus Alves, as atletas Beatriz Ferreira, Jucielen Cerqueira e Graziele Souza, e o técnico Leonardo Macedo
Delegação brasileira que participa a partir desta quinta do Mundial feminino de boxe; da esquerda para a direita, o head coach Mateus Alves, as atletas Beatriz Ferreira, Jucielen Cerqueira e Graziele Souza, e o técnico Leonardo Macedo

A delegação brasileira feminina de boxe desembarcou nesta segunda-feira (30) na Rússia, onde um trio de brasileiras, encabeçadas pela campeã dos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019 Beatriz Ferreira, começa a disputar o Mundial feminino a partir da próxima quinta-feira (3). O sorteio das chaves acontece um dia antes, nesta quarta-feira (2).

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Para esta edição do Mundial, Beatriz passou por uma preparação especial, que extrapolou a preparação física e tática, e que contou com sessões com psicoterapeuta e com um coach esportivo, este último disponibilizado pelo Comitê Olímpico do Brasil.

Leia também:

Apesar da presença constante nos pódios nas competições mais tradicionais do circuito internacional, Beatriz foi eliminada em sua segunda luta no Mundial de Nova Déli, no ano passado. Após passar pela romena Paula Cosma, na estréia, caiu diante da sul-coreana Yeonji Oh. Dados os expressivos resultados internacionais de Beatriz, décima colocada no ranking mundial amador e principal aposta de medalha da Confederação Brasileira de Boxe para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, foi uma surpresa a atleta baiana retornar para o Brasil sem medalha na sua bagagem.

“Às vezes é difícil na cabeça do atleta o boxe passar da diversão que era no começo para uma profissão”, explica o head coach da seleção, Mateus Alves. “Havia muita expectativa, cobrança, encima da Bia no Mundial por causa dos seus outros resultados.”

Além de Beatriz, que compete na categoria até 60 quilos, também subirão no ringue em Ulan-Ude Graziele Jesus, 7ª do ranking mundial, e Jucielen Cerqueira, respectivamente, nas categorias até 51 quilos e até 57kg.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também