Sem Neymar, PSG busca virada contra o Real para "mudar a história"

EFE

Paris/Madri, 5 mar (EFE).- Eliminado pelo Barcelona de maneira traumática no ano passado, o Paris Saint-Germain terá nesta terça-feira uma nova chance para se colocar entre os melhores da Europa ao buscar a classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões no Parc des Princes diante do Real Madrid.

A missão, no entanto, não é nada fácil. Derrotado por 3 a 1 na ida, no estádio Santiago Bernabéu, no último dia 14, o PSG precisará vencer por 2 a 0 ou por uma vantagem ainda maior na capital francesa e, para isso, não contará com sua principal estrela, o atacante Neymar.

O camisa 10 sofreu uma fissura no quinto metatarso do pé direito no dia 25, em duelo com o Olympique de Marselha, pelo Campeonato Francês e teve de ser submetido a cirurgia no último sábado, em Belo Horizonte.

Grande amigo de Neymar e uma das lideranças técnicas do PSG, o lateral-direito Daniel Alves revelou que prometeu ao atacante que os dois voltariam a jogar juntos na 'Champions' nesta temporada, o que passa pela classificação diante do atual campeão.

Na visão do lateral, o confronto com a equipe madrilenha pode mudar o Paris Saint-Germain, que vem de eliminação para o Barça com uma goleada por 6 a 1 no Camp Nou e antes disso caiu quatro vezes seguidas nas quartas de final.

"É um grande desafio para nós, podemos mudar a história do PSG nesta competição. Temos uma oportunidade única de dar um passo adiante como clube, como jogadores e como grupo em geral", declarou Daniel Alves em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira.

O técnico Unai Emery vem fazendo mistério e não confirmou o substituto de Neymar, embora tudo indique que o escolhido será Di María, ex-jogador do Real e que vem fazendo um bom começo de ano, com 12 gols em 15 partidas.

O argentino completará um trio ofensivo que também terá o uruguaio Edinson Cavani e o francês Kylian Mbappé, embora este último venha sentindo dores no tornozelo.

Outra dúvida não desfeita por Emery é a zaga. Thiago Silva ficou na reserva em Madri, mas tem chances de recuperar a posição e formar dupla com o compatriota Marquinhos.

No Real, campeão do Mundial de Clubes, a 'Champions' é a última chance de conquistar um novo título na temporada. Isso porque o time foi eliminado pelo modesto Leganés nas quartas de final da Copa do Rei e vem na terceira colocação do Campeonato Espanhol, a 15 pontos do líder Barcelona.

Se o PSG não terá Neymar, os 'Blancos' contarão com Cristiano Ronaldo em seu melhor momento na campanha. O astro português entrou em campo dez vezes em 2018 e já balançou as redes 14 vezes.

Por outro lado, Zinedine Zidane tem problemas para montar o meio-campo. Kroos, recuperado de uma lesão no joelho esquerdo, e Modric, que vinha com um problema muscular na coxa direita, treinaram normalmente no Parc des Princes nesta segunda-feira, mas ainda não têm presença confirmada no jogo.


Prováveis escalações:.

Paris Saint-Germain: Areola; Daniel Alves, Thiago Silva (ou Kimpembe), Marquinhos e Kurzawa; Thiago Motta, Verratti e Rabiot; Di María, Mbappé e Cavani. Técnico: Unai Emery.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kovacic (ou Kroos), Vázquez (ou Modric) e Bale; Cristiano Ronaldo e Benzema. Técnico: Zinedine Zidane.

Árbitro: Felix Brych (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Estádio: Parc des Princes, em Paris. EFE


Leia também