PSG recusa proposta do Real Madrid por Mbappé mas não vai segurá-lo se quiser sair, diz Leonardo

·2 minuto de leitura

O Paris Saint-Germain disse "não verbalmente" à oferta do Real Madrid por Kylian Mbappé, explicou o diretor esportivo Leonardo nesta quarta-feira, acrescentando que o montante de 160 milhões de euros "não é suficiente", e lembrando que o clube pretende "manter" o jogador.

"Nossa posição sempre foi a de manter Kylian, de renovar seu contrato" que termina em junho de 2022, disse o dirigente brasileiro a alguns meios de comunicação, incluindo a AFP, considerando o comportamento do clube espanhol como "desrespeitoso, incorreto e ilegal".

No entanto, se Mbappé "quiser ir embora, não vamos segurá-lo, mas ele irá nas nossas condições", insistiu Leonardo.

"Se um jogador quer sair, vai sair. O clube, o projeto, estão acima de tudo", acrescentou, especificando que o PSG "fez de tudo" para convencê-lo a ficar, acrescentou.

"Verbalmente dissemos não" ao Real, assegurou Leonardo, que considera que esta oferta do clube 'merengue' de cerca de 160 milhões de euros é “uma estratégia, para receber um não da nossa parte e assim dirão que tentaram de tudo".

- Salário "acima de outros jogadores top" -

"Já faz dois anos que o Real Madrid se comporta assim, é desrespeitoso, incorreto, ilegal, mesmo que seja o entorno ou os intermediários, para nós é inaceitável", acrescentou o diretor esportivo do PSG.

O clube parisiense "nunca imaginou" perder sua estrela de 22 anos, "nunca quisemos isso, fizemos de tudo para renovar com ele, fizemos uma oferta (salarial) muito importante, mesmo acima de outros jogadores top", disse Leonardo.

O diretor esportivo lembrou ainda que Mbappé "sempre prometeu que jamais sairia livre" ao término do contrato, em junho de 2022. A partir de janeiro, o francês está livre para se transferir para o clube que quiser.

Em caso de saída apesar de tudo, o PSG considera a oferta "muito longe do preço" por um astro da sua condição. "Não podemos vender um jogador por menos do que pagamos quando ele tinha 18 anos (180 milhões de euros)", disse ele, lembrando que o PSG tem que entregar "uma parte da compra ao Monaco", seu clube anterior (cerca de 35 milhões de euros).

Quando Leonardo destaca que o time da capital francesa tem feito de tudo para manter o jogador, ele se refere também ao mercado de transferências.

"Mesmo este mercado consideramos que o fizemos em torno dele", com as contratações de Lionel Messi, Sergio Ramos, Gianluigi Donnarumma, Georginio Wijnaldum e Achraf Hakimi.

Mas "o clube está acima de todos, já dissemos isso mil vezes", insistiu.

Leonardo garante que, ao tomar a palavra "não abre a porta" para a saída de Mbappé, "nunca a abrimos, se não poderíamos ter feito isso há muito tempo". Mbappé "está no centro do projeto, mas não acima dele".

Sobre as chances de Mbappé renovar com o PSG, Leonardo disse que "não sei responder". "Kylian quer ir embora? Parece claro para mim, não é?" concluiu Leonardo.

eba/ah/av/gh/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos