PSG perde para o Nice (3-1) e quase diz adeus a título da Liga

Jogadores de PSG deixam o campo após derrota para o Nice no estádio Allianz Riviera em Nice, sul da França

O Paris Saint-Germain perdeu quase todas as chances de poder revalidar o título da Ligue 1, ao perder neste domingo em visita ao Nice (3-1), deixando o Monaco na liderança do campeonato, com três pontos a mais e um jogo a menos.

O italiano Mario Balotelli (26) e o português Ricardo Pereira (48) colocaram o Nice à frente no marcador, enquanto o brasileiro Marquinhos fez o gol de honra para os parisienses (64).

Consciente de que título lhe escapava das mãos, o PSG perdeu o controle no fim da partida e o ítalo-brasileiro Thiago Motta, após agressão a um adversário (90) e o argentino Ángel Di María, por causa de uma dura entrada (90+3), levaram cartões vermelhos, o que a equipe local aproveitou para abrir vantagem com um gol do grego Anastasios Donis (90+2).

"A equipe demonstrou que entrou para ganhar e uma partida como a de hoje deveríamos ter vencido", afirmou o técnico espanhol do PSG, Unai Emery. "É verdade que perdemos três pontos importantes e que temos menos chances para o título, mas só perdemos uma oportunidade e vamos continuar lutando", acrescentou.

O presidente do clube, o catari Nasser Al Khelaifi, concordou com o técnico em que o título ainda não está decidido a favor do Monaco, mas criticou a arbitragem: "Se quisermos melhorar a Ligue 1, temos que melhorar também a arbitragem porque é um pesadelo".

O Paris SG começou com domínio de jogo e chegou a criar algumas oportunidades.

Com Cavani e Di María, os parisienses tiveram a primeira chance de gol, mas o goleiro do Nice, Yoan Cardinale, conseguiu evitá-lo (5).

A segunda chance também teve como protagonistas os dois jogadores sul-americanos do PSG, em um córner de Di Maria, que foi cabeceado por Cavani, mas quando a bola parecia entrar, um zagueiro salvou na linha do gol (17).

Apesar do domínio de jogo e das chances de gol, o primeiro a marcar foi o Nice. O português Ricardo Pereira fez uma boa jogada pela direita, passou a bola para Balotelli e o italiano, entre três zagueiros, chutou de canhota rente à trave, neutralizando o goleiro do clube parisiense, Kevin Trapp (26).

Este foi o 14º gol de Balotelli na temporada e iguala sua melhor marca, em 2013-2014, quando jogava no AC Milan.

Após converter, a equipe comandada pelo espanhol Unai Emery manteve a pressão sobre os rivais e tentou chegar ao gol adversário, mas pecou pela falta de precisão nos metros finais e não teve claras oportunidades para marcar.

O segundo tempo começou com novo golpe para o PSG. O lateral belga Thomas Meunier perdeu uma bola no ataque e os donos da casa montaram um contra-ataque rápido, concluído com outra jogada de canhota de Roberto Pereira, convertida em gol (48).

Depois deste gol, o jogo deu lugar a reclamações entre os jogadores, faltas e provocações, o que acabou tirando os visitantes da dinâmica da partida, até que em um córner isolado, Thiago Silva arrematou de cabeça e Marquinhos desviou o suficiente para converter (64).

Emery foi para o tudo ou nada e tirou o zagueiro Serge Aurier para colocar o meia Adrien Rabiot, com o que o PSG acentuou seu domínio, mas ficou mais exposto atrás.

Meunier, com um forte chute defendido por Cardinale, esteve perto de igualar o marcador (71), assim como Thiago Silva com outra jogada aérea na saída de um córner, tirada sob a linha entre o goleiro e um zagueiro (76).

Mas os minutos foram passando, o PSG não encontrava o caminho do gol, e acabou desfalcado, com nove em campo, depois das expulsões de Motta (90) e Di María (90+3).

Já nos descontos, o golpe de misericórdia para o PSG veio com o gol com a jogada aérea de Donis (90+2).

Esta derrota, combinada com a vitória do Monaco no sábado sobre o Toulouse (3-1), deixou a equipe do Principado com 83 pontos e um jogo a menos que o PSG, que tem apenas 80 pontos, uma diferença considerável faltando apenas três rodadas para o fim do campeonato.

O PSG, inclusive, corre o risco de perder o vice-campeonato (que garante vaga direta para a próxima Liga dos Campeões), já que o Nice está a apenas três pontos dos parisienses.

No resto do dia, o Marseille prosseguiu em sua escalada da Ligue 1 e situou-se em sexto lugar da classificação, após golear neste domingo o Caen por 5-1, enquanto o Bordeaux manteve o quinto lugar com um empate sem gols em visita ao Dijon (17º).

Estas duas equipes e o Lyon (4º com 57 pontos) disputarão as duas vagas para a prévia da Liga Europa.

- Resultados e goleadores da 35ª rodada da Liga francesa de futebol:

- Sexta:

Angers 1 Ndoye (49)

Lyon 2 Valbuena (17), Fekir (41)

- Sábado:

Monaco 3 Glik (49), Mbappe (64), Lemar (75)

Toulouse 1 Toivonen (46)

Guingamp 0

Saint Etienne 2 Pajot (61), Hamouna (86 pênalti)

Montpellier 0

Lille 3 Deroussel de Preville (13 pênalti), Xeka (56), Terrier (75)

Nantes 1 Sala (89)

Lorient 0

Bastia 1 Crivelli (68)

Rennes 0

Metz 2 Sarr (28), Nguette (53)

Nancy 1 Faitout Maouassa (41)

- Domingo:

Caen 1 Santini (9)

Marseille 5 Thauvin (2, 63, 89), Lopez (5, 27)

Dijon 0

Bordeaux 0

Nice 3 Balotelli (26), Pereira (48), Donis (90+2)

Paris SG 1 Marquinhos (64)

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Monaco 83 34 26 5 3 95 29 66

2. Paris SG 80 35 25 5 5 72 26 46

3. Nice 77 35 22 11 2 59 29 30

4. Lyon 57 34 18 3 13 68 42 26

5. Bordeaux 56 35 15 11 9 49 39 10

6. Marseille 55 35 15 10 10 53 39 14

7. Saint Etienne 49 34 12 13 9 38 30 8

8. Nantes 48 35 13 9 13 34 47 -13

9. Rennes 44 35 10 14 11 32 39 -7

10. Guingamp 44 35 12 8 15 40 49 -9

11. Lille 43 35 12 7 16 37 41 -4

12. Toulouse 42 35 10 12 13 36 39 -3

13. Montpellier 39 35 10 9 16 47 60 -13

14. Angers 39 35 11 6 18 35 48 -13

15. Metz 39 35 10 9 16 36 70 -34

16. Lorient 34 35 10 4 21 42 66 -24

17. Dijon 33 35 7 12 16 44 54 -10

18. Caen 33 35 9 6 20 34 63 -29

19. Nancy 32 35 8 8 19 26 46 -20

20. Bastia 31 34 7 10 17 27 48 -21