PSG nega que jogadores foram a boate 2 dias antes de partida com Barcelona

Blasi Matuidi, do Paris St Germain, disputa bola com Neymar, do Barcelona, durante partida pela Liga dos Campeões 08/03/2017 REUTERS/Sergio Perez

PARIS (Reuters) - O Paris St Germain negou que dois de seus jogadores estavam em uma boate dois dias antes de o clube ter sido derrotado por 6 x 1 pelo Barcelona na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões.

O jornal esportivo L'Equipe informou na sexta-feira que os meio-campistas Marco Verratti e Blaise Matuidi foram vistos em uma boate de Paris na segunda-feira, um dia antes de viajar para Barcelona para o jogo de quarta-feira. Os catalães, que perderam por 4 x 0 o primeiro jogo, avançaram às quartas de final com uma vitória de 6 x 5 na soma das duas partidas.

A reportagem disse que os dois jogadores deixaram a boate "depois da meia-noite".

"É insultante ao profissionalismo deles e ao clube", escreveu o PSG no Twitter. "É uma vergonha para aqueles - muitas vezes do L'Equipe - que publicam informações não confirmadas."

O PSG, que retoma os compromissos domésticos em Lorient no domingo, está em segundo no Campeonato Francês, a três pontos do Mônaco.

(Reportagem de Julien Pretot)