PSG nega que jogadores foram a boate 2 dias antes de partida com Barcelona

Reuters
Blasi Matuidi, do Paris St Germain, disputa bola com Neymar, do Barcelona, durante partida pela Liga dos Campeões 08/03/2017 REUTERS/Sergio Perez

Blasi Matuidi, do Paris St Germain, disputa bola com Neymar, do Barcelona, durante partida pela Liga dos Campeões

Blasi Matuidi, do Paris St Germain, disputa bola com Neymar, do Barcelona, durante partida pela Liga dos Campeões 08/03/2017 REUTERS/Sergio Perez

PARIS (Reuters) - O Paris St Germain negou que dois de seus jogadores estavam em uma boate dois dias antes de o clube ter sido derrotado por 6 x 1 pelo Barcelona na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões.

O jornal esportivo L'Equipe informou na sexta-feira que os meio-campistas Marco Verratti e Blaise Matuidi foram vistos em uma boate de Paris na segunda-feira, um dia antes de viajar para Barcelona para o jogo de quarta-feira. Os catalães, que perderam por 4 x 0 o primeiro jogo, avançaram às quartas de final com uma vitória de 6 x 5 na soma das duas partidas.

A reportagem disse que os dois jogadores deixaram a boate "depois da meia-noite".

"É insultante ao profissionalismo deles e ao clube", escreveu o PSG no Twitter. "É uma vergonha para aqueles - muitas vezes do L'Equipe - que publicam informações não confirmadas."

O PSG, que retoma os compromissos domésticos em Lorient no domingo, está em segundo no Campeonato Francês, a três pontos do Mônaco.

(Reportagem de Julien Pretot)

Leia também