PSG massacra reservas do Monaco e avança à final da Copa da França

O Paris Saint-Germain recebeu o Monaco nesta quarta-feira, no Parque dos Príncipes, em jogo único válido pelas semifinais da Copa da França, e não tomou conhecimento do adversário. Atuando com força máxima, o PSG foi muito superior ao adversário, que atuou com o time reserva, e avançou para a final ao golear pelo placar de 5 a 0.

Os gols que deram a vaga para o PSG foram marcados por Draxler, Cavani, Mbae(contra), Matuidi e o brasileiro Marquinhos. Já o Monaco, que teve o lateral Jorge, ex-Flamengo, como titular, teve poucas chances e passou em branco na partida.

Com a classificação garantida, o PSG avança à final para enfrentar o Angers. O jogo está marcado para o dia 27 de maio, no Stade de France.

Maior campeão do torneio ao lado do Olympique de Marselha, com 10 títulos, o PSG busca se isolar em número de taças da Copa da França. Já o Angers vai em busca da conquista inédita do torneio.

O jogo – Com o time praticamente todo titular em campo, o PSG começou melhor e logo assustou. Aos quatro minutos, Di María realizou um cruzamento perigoso para Cavani, mas o uruguaio cabeceou mal, perdendo boa chance.

O Monaco respondeu aos 19 minutos. Diallo recebeu cruzamento preciso de Cardona e cabeceou firme, obrigando boa defesa de Areola.

A chance, porém, foi isolada, e o PSG seguiu exercendo o domínio. Com isso, não demorou para marcar. Aos 25 minutos, Di María arriscou um chute de fora da área, De Sanctis falhou e soltou a bola no pé de Cavani. O uruguaio apenas rolou para Draxler que, com o gol aberto, empurrou para as redes para abrir o placar.

O segundo tento veio logo na sequência. Aos 31 minutos, Cavani tabelou com Di María e recebeu do argentino dentro da pequena área. O atacante uruguaio tocou de letra e mandou para o fundo das redes para ampliar a vantagem com um belo gol.

Muito superior, o PSG ainda carimbou a trave antes do intervalo. Aos 42 minutos, Matuidi aproveitou cruzamento rasteiro e desviou, acertando o poste do goleiro De Sanctis. Na sobra, Cavani chutou, a bola bateu na defesa e foi pela linha de fundo.

Apesar do domínio do jogo, o PSG não voltou a balançar as redes na primeira etapa e o duelo foi para o intervalo com o placar de 2 a 0.

Com vantagem no marcador, o Paris Saint-Germain usou os primeiros minutos do segundo tempo para liquidar o resultado e transformar a vitória em goleada. Aos cinco minutos, Di María realizou cruzamento da esquerda, Mbae tentou cortar, mas mandou contra a própria meta, aumentando o placar para 3 a 0 para os mandantes.

O quarto gol saiu logo na sequência. Aos seis minutos, Jorge errou na saída de bola e o Paris Saint-Germain ficou com a posse na entrada da área. Verratti lançou Di María, que rolou para a área e encontrou Matuidi livre para completar para as redes e fazer mais um para os donos da casa.

Nos minutos seguintes, com o jogo praticamente definido, as duas equipes tiveram chances de gol. O Monaco assustou em chegadas de Bongiovanni e Cardona, aos 26 e 30 minutos. Já o PSG pressionou em duas finalizações perigosas do brasileiro Lucas, aos 28 e 29.

No entanto, ainda deu tempo para o PSG fechar a goleada. Aos 44 minutos, Maxwell aproveitou sobra de bola em cobrança de falta e chutou cruzado. A bola desviou em Matuidi e sobrou limpa para Marquinhos. O zagueiro brasileiro teve apenas o trabalho de empurrar para a rede e definir a goleada por 5 a 0, garantindo a vaga do Paris Saint-Germain na final.