PSG deve contratar seguranças para jogadores e familiares

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Paris Saint-Germain está providenciando a contratação de seguranças 24 horas para todos os jogadores do elenco após os assaltos nas casas de Di María e Marquinho no último domingo, segundo o “L’Equipe”. O objetivo é garantir a segurança dos familiares dos atletas, inclusive de quem já conta com o serviço particular, casos de Neymar e Mbappé.

O argentino teve itens roubados de sua residência avaliados em 500 mil euros (mais de R$ 3 milhões) e sua esposa e filhas foram mantidas como reféns, enquanto o pai do zagueiro brasileiro, Marcos Barros Correa, sofreu golpes dos criminosos no rosto, peito e costelas. No entanto, Marquinhos afirmou que sua família estava bem após o susto.

> Veja a tabela da Ligue 1

Di María e Marquinhos não são as primeiras vítimas do PSG que sofreram assaltos. No último mês de janeiro, Mauro Icardi também teve a casa invadida e itens roubados, enquanto estava viajando com o elenco. Daniel Alves e Choupo-Moting também foram vítimas de bandidos na época em que atuavam na França.