PSG demite Thomas Tuchel após goleada no Francês; argentino é o favorito para assumir

LANCE!
·1 minuto de leitura

Fim de linha para Thomas Tuchel no Paris Saint-Germain. Nem mesmo a goleada de 4 a 0 sobre o Strasbourg, nesta quarta-feira, foi capaz de dar um fôlego a essa relação que já vinha desgastada. De acordo com informações de diversos veículos da Europa, nesta quinta-feira, véspera de Natal, o clube francês decidiu demitir o treinador alemão após dois anos e meio de trabalho.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Classificado para as oitavas de final da Liga dos Campeões apenas na última rodada da fase de grupos, o PSG vem enfrentando um primeiro turno irregular no Campeonato Francês. Após quatro derrotas em 17 rodadas, a equipe de Neymar, Mbappé e cia. ocupa atualmente a terceira posição, com um ponto a menos que Lyon e Lille.

Para o lugar do alemão, o PSG já tem um favorito: Maurício Pochettino. De acordo com a imprensa europeia, o argentino, que está sem clube desde a saída do Tottenham, já recebeu contatos da diretoria parisiense e pode ser anunciado como novo comandante nas próximas horas. O objetivo principal, além de manter a supremacia nacional, é conquistar a Liga dos Campeões. O primeiro adversário da equipe no mata-mata será o Barcelona, em fevereiro.

Desde julho de 2018 no cargo, Thomas Tuchel comandou o PSG em 127 partidas, com 95 vitórias, 13 empates e 19 derrotas. No período, conquistou duas vezes o Campeonato Francês, além de uma Copa da França e uma Copa da Liga Francesa. Na última Liga dos Campeões, realizou um feito inédito ao chegar à final, mas foi derrotado pelo Bayern de Munique e ficou com o vice.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos