Dois vencedores na Luz - PSG 2 x 1 Atalanta

Mauro Beting
·2 minuto de leitura
Neymar decidiu a passagem do PSG para a semifinal - Instagram do Neymar
Neymar decidiu a passagem do PSG para a semifinal - Instagram do Neymar

Das 13 chances de gol criadas pelo PSG no jogaço na Luz em Lisboa, 9 passaram pelos pés de Neymar. Duas delas desperdiçadas como se fosse eu finalizando (embora em ambas a saída de meta do goleiro reserva Sportiello atrapalhou o gênio brasileiro).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Neymar mais uma vez jogou muito. Como sempre, quis jogo o tempo todo. E mais uma vez jogando com o time e para o PSG como tem feito cada vez mais - demais. Como havia feito contra o Lyon, na Copa da Liga. Participou de seis lances de gol e outras quatro jogadas espetaculares que não deram em nada. Mas que outros dariam tudo para fazer ao menos uma delas.

Leia também:

Mas se Marquinhos não empata aos 44, e Choupo-Moting não vira aos 47, em grandes lances dele, provável que o moicano e o juliet fossem motivos de escárnio mais uma vez. Imerecidamente.

Como dá pra dizer que essa Atalanta até poderia não passar. Mas não merecia perder tão dolorido no final.

Atalanta que é exemplar na Itália, na Europa e no mundo. Um clube que não tem investimentos modestos. Tem dinheiro. Comprou o estádio municipal em 2017. Tem uma das melhores estruturas no continente e exemplar base de lançamento de chuteiras qualificadas. O mesmo ótimo treinador há 4 históricos anos. Mostrando que não é preciso ter tanta bolada, ser tão badalada e viver na balada para jogar como se deve pensar e planejar - pra frente.

Clube da cidade italiana que mais sofreu na pandemia. Bergamo perdeu em vidas (comparativamente) o que seria Nova York com 45 mil mortos. O time já era a felicidade bergamasca. Virou referência mundial. Mesmo perdendo como perdeu para o time de Neymar. Para o de Mbappé apenas nos 32 minutos finais. E para o PSG que sentiu mais do que deveria as ausências de Di Maria e Verrati.

Mas teve sempre Neymar. O cara que completou 20 dribles. A melhor marca na Champions desde 2015.

Veja mais de Mauro Beting no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos