PSG é multado em 850.000 dólares por atrasos de pagamentos em 2018

·1 minuto de leitura
Segundo a Direção-Geral da Concorrência, Consumo e Repressão da Fraude (DGCCRF) a multa "se deve a erros cometidos em um período anterior à situação de emergência de saúde causada pela epidemia de covid-19

O PSG foi condenado a pagar uma multa de 700.000 euros (850.000 dólares) "por atrasos no pagamento de faturas aos seus fornecedores" em 2018, informou a Direção-Geral da Concorrência, Consumo e Repressão da Fraude (DGCCRF) nesta segunda-feira.

Este órgão especifica em seu site que a multa "se deve a erros cometidos em um período anterior à situação de emergência de saúde causada pela epidemia de covid-19". Contactado pela AFP, o PSG explicou que "recorreu da decisão, mas o recurso não está em suspenso".

"Estes são atrasos de pagamentos que remontam à temporada 2017-2018 e datam de janeiro a junho de 2018", disse o clube.

O valor da sanção ao time parisiense está entre os mais altos por atrasos de pagamentos decretados pela DGCCRF.

Desde a lei de transparência de 2016, o limite máximo de multas por atrasos no pagamento passou de 375.000 euros (455.000 dólares) para 2 milhões de euros (2,43 milhões de dólares).

boc-eba/jed/pm/psr/aam