Definidos protocolos para o GP do Brasil de Fórmula 1

·2 min de leitura
Torcida precisará cumprir protocolos para acompanhar GP do Brasil. Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images
Torcida precisará cumprir protocolos para acompanhar GP do Brasil. Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Os fãs de Fórmula 1 estão ansiosos! Após a não realização do GP do Brasil em 2020 por conta da pandemia do Covid-19, está chegando a hora dos apaixonados por automobilismo reencontrarem grandes pilotos e máquinas velozes nas curvas do autódromo de Interlagos.

Nesta quarta-feira (3), a organização do GP anunciou os protocolos que serão adotados para a entrada de torcedores, em Interlagos (SP). Todas as pessoas acima de 12 anos terão que apresentar comprovante de vacinação para entrar no autódromo.

Leia também:

Será necessário ter o aplicativo Chronus i-Passport, passaporte sanitário oficial do evento, que mostrará um documento com foto e o comprovante de vacinação. Quem ainda não tiver completado a imunização terá que apresentar o comprovante da primeira dose, além de um teste negativo Antígeno (realizado até 24 horas antes de cada acesso) ou RT-PCR (realizado até 48 horas antes de cada acesso). Quem tiver mais de 12 anos e não tiver nenhuma dose da vacina, não poderá acompanhar o GP do Brasil.

O uso de máscara será obrigatório durante todo o evento, exceto enquanto estiver comendo e bebendo.

Vale lembrar que o GP em Interlagos acontece no final de semana dos dias 12, 13 e 14 de novembro. A temporada é uma das mais equilibradas dos últimos anos, e a briga pela ponta da classificação está emocionante. O holandês Max Verstappen é o líder com 287.5 pontos. O heptcampeão mundial Lewis Hamilton vem logo atrás, com 275.5, e Valtteri Bottas é o terceiro, com 185.

GP será o 38º em Interlagos

O Autódromo José Carlos Pace, na capital paulista, é o sétimo que mais recebeu provas de Fórmula 1. Foram 37 corridas realizadas no tradicional traçado, localizado no bairro de Interlagos. Somente Monza, Monte Carlo, Silverstone, Spa-Francorchamps, Nürburgring e Montreal tiveram mais grandes prêmios na história.

São Paulo só não tem números maiores porque o Rio de Janeiro recebeu a prova em alguns anos. Em 1978 e no período entre 1981 e 1989, a corrida aconteceu no autódromo de Jacarepaguá.

O alemão Michael Schumacher é o maior vencedor em Interlagos, com vitórias em 1994, 1995, 2000 e 2002, seguido por Sebastian Vettel, com três, em 2010, 2013 e 2017. Entre os brasileiros, Emerson Fittipaldi (1973 e 1974), José Carlos Pace (1975), Ayrton Senna (1991 e 1993) e Felipe Massa (2006 e 2008) subiram no degrau mais alto do pódio em São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos