Proposta do Galo a Dedé repercute mal e o jogador explica a situação

Valinor Conteúdo
LANCE!


A entrevista do zagueiro Dedé para o canal pago SporTV repercutiu bastante nesta segunda-feira, 27 de abril. O jogador do Cruzeiro comentou sobre sua relação com o clube, a recuperação de outra cirurgia no joelho e até que teve uma redução drástica nos seus salários, em torno de 78%.

Mas, o que chamou mais atenção na fala do zagueiro foi a procura que o Atlético-MG fez para contar com o seu futebol e que jogaria a segunda divisão pela Raposa sem constrangimento.

-Não tem definição nenhuma. E não teria problema nenhum. Eu surgi para o futebol na Série B, joguei cinco jogos. Foi um sonho realizado. Não é porque cheguei à Seleção um dia que não posso defender o clube que está no meu coração, que vive momento de dificuldade. Não há problema nenhum-disse o jogador que teceu elogios ao time azul em seguida.

-O Cruzeiro, por mais que esteja na Série B, é um gigante no futebol brasileiro e mundial. O Cruzeiro é conhecido em qualquer lugar do mundo por tantas conquistas no futebol brasileiro. Para zoar o Cruzeiro tem que fazer muita coisa para chegar perto. O Cruzeiro tem mais títulos que times do eixo Rio-São Paulo. É um clube espetacular de trabalhar, então jamais descartaria jogar a Série B pelo Cruzeiro.

A repercussão negativa da fala sobre o possível negócio com o Galo, fez Dedé usar sua assessoria de imprensa para explicar a situação e evitar os ataques nas redes sociais.








-Sim, recebi proposta do Atlético. Recebi uma proposta até de espera da minha lesão. Hoje minha vida é focada em me recuperar. Eu não dei resposta para ninguém. A única resposta que dei foi para o Cruzeiro, que eu quero me recuperar- disse Dedé, que falou sobre não ter sido claro em sua fala.


-Acabei não sendo tão claro e não concluindo a resposta sobre o interesse do Atlético Mineiro, durante a minha participação no programa Seleção SporTV. Quando respondi que todas as propostas estavam sendo analisadas, isso não incluía a do rival, pois ela não existiu no papel.

Respeito o Atlético, a instituição, mas, nas duas vezes em que meus empresários foram procurados, agradecemos, imediatamente. No entanto, nem sequer recebemos proposta em números, valores. Preferi não receber por respeito, ainda maior, ao Cruzeiro e sua torcida. Apenas para deixar claro. Existiu o interesse do Atlético, mas preferi não avançar- explicou.

O histórico de Dedé no Cruzeiro é permeado por conquistas, como duas Copas do Brasil e dois Brasileiros, mas com poucos jogos proporcionalmente ao tempo que está no clube, desde 2013. Foram 188 jogos com 15 gols marcados pela Raposa. Dos quase sete anos de clube, mais de três ano foram de problemas físicos, principalmente com lesões nos dois joelhos.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também