De promessa do Real Madrid ao desemprego: o declínio de Lucas Silva

Goal.com

“É um sonho que se tornou realidade”. Chame isso de clichê, mas essas foram as honestas palavras usadas por Lucas Silva em 2015 quando ele conseguiu o que milhares de pessoas sonham: assinar um contrato com o Real Madrid.

O brasileiro deixou o Cruzeiro em busca de seu sonho na Europa após ser eleito o melhor meio-campista defensivo no Brasileirão.

Chegando no Santiago Bernabéu, entusiasmado e esperançoso, Lucas Silva disse que estava pronto para brilhar na Espanha.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Estou muito feliz e motivado. Eu vim para o Madrid para aprender e acima de tudo para ajudar”, declarou o jogador em sua apresentação.

“Estou bem e pronto para honrar esta camisa, que pertence ao maior clube no mundo. Eu gosto do Real Madrid desde criança. estou muito feliz de estar nesta cidade e com a certeza de que viverei bem aqui”.

Estreando após somente um mês de sua contratação em uma vitória por 2 a 0 contra o Deportivo La Coruña, tudo parecia estar no melhor roteiro possível para Lucas Silva.

Dias depois, ele jogou os 90 minutos de uma partida da Champions League contra o Schalke 04 fora de casa. Novamente, o Real ganhou por 2 a 0.

Lucas Silva
Lucas Silva

Mas Lucas Silva não conseguiu segurar seu lugar na equipe, e foi emprestado para o Marseille após somente uma temporada. Foi ali que a carreira promissora começou a sofrer contratempos.

Seu tempo na França até começou de uma maneira positiva, mas novamente ele não conseguiu seu lugar no time titular e logo se viu no banco de reservas e, posteriormente, afastado completamente da realidade do clube. Ele se negou, porém a ir para o Anderlecht, da Bélgica, transferência que o Marseille queria por estar insatisfeito com o rendimento do jogador.

Cada vez querendo mais tempo em campo, ele retornou ao Madrid depois da temporada na França e esteve muito perto de ir para o Sporting, de Portugal.

Mas por razões que estavam além de seu controle, a negociação não avançou. Nos exames realizados antes da assinatura de contrato, o clube detectou batimentos cardíacos irregulares e as esperanças de Lucas Silva acabaram ali.

Forçado a deixar claro que ele pretendia seguir no futebol e que aquele problema detectado não era algo regular, Lucas Silva desesperadamente procurou por um novo clube na tentativa de colocar sua carreira de volta aos trilhos. Finalmente, ele retornou por empréstimo ao Cruzeiro.

Duas boas, mas não espetaculares, temporadas se passaram e agora, com 26 anos, Lucas Silva retorna a Espanha no seu último ano de contrato com o Real Madrid, ainda esperançoso de que seu sonho possa continuar.

“A verdade é que eu tenho um clube, e é o Real Madrid”, disse ao Marca em agosto. “Estou vivendo um momento difícil porque é meu último ano de contrato aqui. O Real Madrid é um clube que sempre tem os jogadores de mais alto nível, muitos dos melhores do mundo”.

“Eu tive dificuldades no começo, talvez por ser muito jovem, e eu não jogava regularmente. Eu precisava me adaptar melhor. Hoje eu estou muito mais preparado. Eu joguei poucos jogou em Madrid, mas quando eu joguei, sinto que joguei bem. Quando fui titular, não vejo que fiz nada de errado”, completou.

Ainda na entrevista ao Marca, ele afirma que quer jogar mas que não sabe onde será possível: “A Espanha é uma das possibilidades e é a liga que me sinto para jogar hoje. Eu tenho mais experiência e habilidade do que antes, eu pude jogar em alto nível nos últimos anos e acredito que hoje eu posso jogar em qualquer clube no mundo”.

“Minha intenção é permanecer na Europa”, afirmou Lucas Silva.

Lucas Silva Real Madrid
Lucas Silva Real Madrid

Apesar de suas boas intenções, o brasileiro treinava sozinho e seu tempo no Real Madrid acabou no início de setembro, com clube e jogador acordando em encerrar o contrato agora.

Desembarcando na Espanha com muitas esperanças e cheio de talento, o meio-campista agora está sem clube mas ainda determinado a escrever seu nome no futebol.

“Eu gostaria de ter mais oportunidades em Madri, mas simplesmente não foi possível. Mesmo assim foi um grande aprendizado. Eu aprendi muito e faltando apenas um ano para o contrato encerrar, nós decidimos que era o melhor para as duas partes terminar antes”, disse o brasileiro ao Tuttomercatoweb.

“Eu fui considerado o melhor meio-campista jovem do Brasil quando eu cheguei, então era natural que eu esperasse que as coisas seriam diferentes no Real Madrid, mas não me arrependo de nada e quero focar somente na próxima oportunidade”.

“Eu quero jogar na Europa, esse é meu objetivo, especialmente se eu quiser voltar um dia para a seleção brasileira. A Serie A italiana encaixaria perfeitamente com as minhas características e representaria um passo importante para mim”.

“Estive perto do Genoa e nós tínhamos contato direto, mas no final das contas não foi possível fechar o acordo por alguns detalhes”.

Quase cinco anos depois de assinar com um dos maiores clubes do mundo, Lucas Silva hoje se vê sem nenhum contrato, naquele que poderia ser o auge de sua carreira. 

Embora o futebol possa frequentemente trazer sonhos, a história de Lucas Silva é um lembrete de que nem sempre os contos acabam com final feliz.

Leia também