Promessa entra na Justiça para pedir liberação do Santos, mas sofre derrota

·1 minuto de leitura


O Santos venceu a primeira batalha na Justiça do Trabalho contra o volante Victor Yan, uma das promessas das categorias de base do clube. O Menino da Vila, que não comparece aos treinos desde a semana passada, tinha como objetivo a quebra do vínculo trabalhista. A informação foi inicialmente publicada pela Gazeta Esportiva.

O jogador assinou um contrato com validade até 30 de agosto de 2022 em 2017. É justamente isso que o atleta questiona, a vigência de cinco anos do documento.

Com base na Lei Pelé, a Justiça do Trabalho apontou ganho de causa ao Santos, em sede liminar, e reconheceu o vínculo assinado por ambos.

Vale lembrar que o atleta pode assinar um pré-acordo com qualquer clube a partir de 28 de fevereiro para sair de graça em setembro do ano que vem. Recentemente, foi sondado por clubes da Espanha, Grécia e Portugal. A multa rescisória é de 50 milhões de euros (R$ 306 mi).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos