Projeto que muda nome do Maracanã deve voltar para a Alerj após repercussões negativas

LANCE!
·1 minuto de leitura


Após a repercussão negativa da possível mudança de nome do estádio do Maracanã, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) deve solicitar, na próxima segunda-feira (05), que o projeto seja devolvido à assembleia para novas discussões. A ideia é dar um "fim discreto" ao projeto antes mesmo do veto do Governador do Rio de Janeiro, de acordo com o jornalista Lauro Jardim.

> Confira a classificação atualizada do Cariocão 2021 e simule os resultados

O pedido será feito pelo "Colégio de Líderes da Assembleia", que é formado pelos líderes da maioria, da minoria, dos partidos, dos blocos parlamentares e do Governo. O projeto de mudança de nome do Estádio Jornalista Mário Filho para Estádio Edson Arantes do Nascimento - Rei Pelé foi aprovado em março deste ano e depende apenas da aprovação do Governador do estado. Cláudio Castro (PSC), o Governador em exercício, tem até terça-feira para tomar sua decisão.

O projeto que troca o nome do estádio do Maracanã foi recebido com muitas críticas. Tanto clubes, quanto torcidas, jornalistas e o Ministério Público se posicionaram contra a troca de Estádio Jornalista Mário Filho para Edson Arantes do Nascimento - Rei Pelé. A Alerj aprovou a proposta em regime de urgência no início de março.